quarta-feira, 3 de junho de 2020

MORRE MISS BIÁ, UMA DAS PRIMEIRAS TRANSFORMISTAS BRASILEIRA, VÍTIMA DE COVID

Após 10 dias de luta, morre Miss Biá a primeira Grande Transformista brasileira.

Com a escalada do covid - 19 com o número de vítimas batendo recordes em um país que nem se quer se preocupa em nomear um ministro da saúde.  A cultuta LGBT chora a perca de um dos seus maiores ícones.

Miss Biá, faleceu nesta quarta-feira (3) aos 80 anos de idade e 60 anos de carreira ininterrupta.

A primeira transformista brasileira, quiçá do mundo, ganhava vida através da arte e do talento do estilista, maquiador e ator, Eduardo Albarella, paulista do Brás de descendência italiana.

"Onde eu estiver, a mais velha sempre sou eu. Porque não tem ninguém antes de mim..." Disse em uma entrevista ao portal G1 em 2017.

Biá foi um dos primeiros atores transformistas do Brasil. As performances com maiôs, vestidos, dança, canto e interpretação foram precursoras da arte Drag brasileira.

Miss Biá será lembrada por alguns veículos de comunicação, como a primeira drag queen brasileira, muito embora tenha dito certa vez que na verdade era transformista e não drag. Deixa um legado e viverá para sempre na memória e nos corações dos amantes da arte transformista.




Nenhum comentário:

Postar um comentário