quinta-feira, 26 de março de 2020

CHÁ DAS QUINTAS COM FLÁVIA FONTENELLE

TATIANA HILUX - Recebo nessa semana uma personalidade ímpar na noite brasileira, Miss Flavia Fontenelle está no Chá das Quintas no Onixdance. É um prazer te receber e quero começar Jay perguntando como é ser miss do Jack e como estão os preparativos para o Top 2020?!

FLÁVIA- Ser miss do Jack é uma honra, ele se consolidou como um coordenador muito respeitado, assim como o concurso. Me tornei a miss do meu bairro e não tem satisfação maior. Quanto aos preparativos para o top estou iniciando, infelizmente a mãe do Jack vai passar por uma cirurgia e ele não vai poder me ajudar financeiramente, porém o suporte ele não deixa um minuto de se preocupar e buscar soluções junto comigo para levais um bom trabalho que está sendo assinado por Fernanda Skaranze.

HILUX - Você se considera uma figura polêmica? Se sim ou se não diga o por quê?

FLÁVIA- Depende do ponto de vista de quem analisa as situações. Eu me considero muito impulsiva e dura nas minhas crenças, as vezes posso ser até meio fascista. Mas sempre lutei por inclusão e sempre vou cobrar isso. Acho que criticar os órgãos públicos não é fazer polêmica, e sim cobrar nossos direitos, temos que enaltecer também quando acertam, mas ultimamente só vejo muitos erros e quando eu estava trabalhando lá era muito cobrada por quem está hoje lá. Faço minhas as palavras deles, não é nada pessoal contra nenhuma pessoa, mas como sociedade civil temos que estar sempre de olho. Não temos mais política pública, só vemos ações pontuais, eventos alusivos tudo girando sempre em torno da parada. Pra quem disse que ia fazer as coisas acontecerem e trabalhar de verdade, não está acontecendo. Apenas o Centro de Referência Janaína Dutra tem prestação de serviço constante. A coordenadoria virou posse de ego pra manter um status que não traz benefício nenhum a população LGBT. Fui tão criticada pelo salário que eu ganhava, diziam que era muito pra mim... Que eu não merecia porque venho da groselha da noite, que é como o movimento chama carinhosamente nós artistas das boates. Acham que não devemos estar nos espaços de poder e decisão, que devemos apenas estar na noite, ser chamada quando tiver um cachê magro e ficar calada. E desculpa mas se ser polêmica é ir contra a tudo isso, então sim eu sou!

HILUX - Quem foi a pessoa que mais acreditou em seu potencial na sua trajetória?

FLÁVIA- O público.

HILUX - Como é a vivência da sua religiosidade hoje em dia?

FLÁVIA- Uma luta. Tenho sido falho na minha religião devido a estar vivendo essa história nova de miss. Mas não perco minha fé. Tento zelar de minha espiritualidade e conciliar com os compromissos da miss. É difícil mas não é impossível.



HILUX - Somos seres políticos, já dizia o filósofo. Você tem vontade de se candidatar? Fale um pouco sobre a militante Flávia Fontenelle?

FLÁVIA-DEUS ME LIVRE. Serei perseguido pelo movimento LGBT, que fará campanha contra mim na certa. Minha candidatura a um cargo de vereador, seria para trabalhar para a cidade e não apenas para a população LGBT. Isso pro movimento é absurdo. Eu jamais seria subordinado a ONG, nem estaria pedindo a benção aos que se consideram caciques do movimento, jamais. Então isso é motivo suficiente pra boicote, "dossiês", tramas, do próprio movimento, eu sei do que eles são capazes. São verdadeiros caranguejos num samburá. Então meu amor deixe eu quietinha aqui que tá melhor. A minha militância é pela arte LGBT, em especial a arte Transformista. Quero vê-la, para além dos espaços de groselha, rsrsrs, quero vê-la nos Teatros, na tv, porém não posso fazer isso sozinha.

HILUX -Marcos por Flávia e vice versa. Onde termina e onde começa o criador e a criatura?

FLÁVIA- Juro que não sei mais... Flávia entrou na vida do Marcos e vice versa. Tal hora é muito difícil separar. Porém eu tento aí máximo, mas o Marcos ama essa doidinha.

HILUX -Sei que é quase impossível descobrir muito de você em tão poucas linhas, mas gostaria de agradecer e pedir para você mandar um beijo para todos os nossos leitores...

FLÁVIA-Eu queria desejar a todas as candidatas do Top Gay boa sorte, agradecer a todos os seus leitores e a você pela oportunidade. Bjus a todes.

POR TATIANA HILUX

sexta-feira, 20 de março de 2020

CHAZINHO NA SEXTA COM HELDO MEIRELES (CREUZA DA DIVERSIDADE)

TATIANA HILUX - SEJA BEM-VINDO MEU QUERIDO HELDO MEIRELES E DESDE JÁ PARABÉNS PELA INICIATIVA DA PÁGINA CREUSA DA DIVERSIDADE. ME FALA O PORQUÊ DO NOME CREUSA.

HELDO MEIRELES - Obrigado minha querida diva Tatiana Hilux e um prazer está sendo entrevistado por você, o nome Creusa na verdade é de uma amiga minha que tem vergonha do seu nome daí veio à ideia de fazer um Facebook com o nome Creusa da diversidade. Assim como tem pessoas que aceitam seu nome tem pessoas também que não aceitam sua orientação sexual. Juntei tudo e hoje sou muito comentada, até mesmo por que eu sempre só valorizo a arte transformista de forma justa e igual a todas!




HILUX - COMO É SER MARIDO DE UM RAPAZ TÃO BONITO QUE SE TRANSFORMA EM UMA LINDA MISS?

HELDO - É uma alegria muito grande ter o Marcos como namorado é um rapaz esforçado dedicado ao que faz muito família sempre alegre e responsável, como Mellyna no começo era tudo novo namorar um menino que se transformava em menina, aí fui aceitando hoje ajudo ela em algumas coisas e dou conselhos pra juntos vencermos nas passarelas e enfrentar as dificuldades de miss, não importa se Marcos ou Mellyna, o amor sempre será o mesmo!

HILUX - LIDAR COM CRÍTICAS É ALGO PARA PESSOAS FORTES E MADURAS. QUAIS OS PERCALÇOS QUE VOCÊ PASSOU AO SE LANÇAR COMO DUBLADOR MASCULINO?

HELDO - Como você disse, críticas sempre vão existir, mas não devemos baixar a cabeça, sempre temos que acreditar no nosso potencial e sempre ir se reciclando até chegar a perfeição, como dizem a prática leva a perfeição, hoje me sinto muito realizado como dublador masculino, só crescimento, graças a Deus..

HILUX - FAMÍLIA É O NOSSO PORTO SEGURO. FALE UM POUCO SOBRE SUA RELAÇÃO COM A SUA FAMÍLIA...

 HELDO - Bom, minha família é maravilhosa eu amo todos meus irmãos, a gente sempre se ajuda, minha mãe é uma guerreira batalhadora e nunca me deixou faltar nada sou muito mimado, meu pai é um homem muito doente eu dedico 80% da minha vida cuidando dele meu pai é muito importante para mim, ele é minha base e quero até aproveitar a oportunidade pra falar que muitas vezes a página Creusa da diversidade deixa a desejar por falta de tempo, fico muito tempo com ele em hospitais, mas é tudo muito gratificante para mim, se Deus me deu tudo isso é por que ele sabe que posso!

HILUX - COMO VOCÊ SE SENTIU COM O SUCESSO DA PREMIAÇÃO DOS MELHORES DO ANO DE 2019 NA BOATE LEVEL?

HELDO - Sentimento de dever cumprido foi uma noite mágica com shows maravilhosos, os artistas da noite premiados são pessoas que realmente merecem todo esse reconhecimento, mas como nem tudo é perfeito fiquei muito chateado quando ouvi muitos comentários maldosos sobre a premiação, fora isso foi só sucesso, ano que vem vai ser ainda mais lindo...

HILUX - QUAIS SÃO AS PRÓXIMAS AVENTURAS DA CREUSA?

HELDO - As futuras aventuras da Creusa da diversidade serão voar ainda mais alto e levar para alguns eventos grandes coberturas, realizar entrevistas com vídeos e claro valorizar cada dia mais a arte transformista cearense de forma igualitária para todos em geral.


HILUX - OBRIGADA PELA ATENÇÃO E COMPREENSÃO. DEIXA UMA MENSAGEM PARA OS SEUS SEGUIDORES E LEITORES DO ONIXDANCE.

HELDO - Meu amor, eu que agradeço a oportunidade e liberdade de poder expressar meus sonhos. Aos seguidores que sonham não deixem nunca de sonhar, pois nada na vida é fácil e no meio transformista não é diferente, temos que ter muito além de querer, temos que amar a arte transformista, não entre para o meio transformista pensando em ganhar dinheiro pois existe transformista que sonham apenas com um espaço para se expressar... Muito obrigado aos meninos do Onix, a Creusa da diversidade e o Heldo Meireles tem muito amor e respeito por vocês e Tatiana Hilux, muito obrigada... bjs da Creusa.. 

Por Tatiana Hilux

sexta-feira, 13 de março de 2020

DIRETORA-EXECUTIVA UNAIDS SE PRONUNCIA SOBRE CORONAVIRUS E HIV

O surto de COVID-19 está colocando luz sobre as respostas internacionais e nacionais às emergências de saúde—expondo lacunas em nossos sistemas, mostrando nossos pontos fortes e valendo-se da valiosa experiência de resposta a outras ameaças à saúde, como o HIV. No UNAIDS, sabemos que as pessoas que vivem com HIV terão alguma ansiedade e perguntas sobre o surgimento do vírus que causa o COVID-19. Uma das lições mais importantes a serem tiradas da resposta à epidemia de HIV é ouvir e aprender com as pessoas mais afetadas. O UNAIDS continua a fazer isso.

É importante ressaltar que atualmente não há fortes evidências de que as pessoas que vivem com HIV correm um risco especialmente maior de contrair o COVID-19 ou que, se o fizerem, terão consequências mais graves. Como na população em geral, pessoas idosas vivendo com HIV ou pessoas vivendo com HIV com problemas cardíacos ou pulmonares podem estar em maior risco de contrair o vírus e de sofrer sintomas mais graves. Como para a população em geral, as pessoas que vivem com HIV devem tomar todas as medidas preventivas recomendadas para minimizar a exposição e prevenir a infecção. À medida que o COVID-19 continua a se espalhar pelo mundo, será importante que pesquisas em andamento em ambientes com alta prevalência de HIV na população em geral possam esclarecer mais as interações biológicas e imunológicas entre o HIV e o novo coronavírus.

Entretanto, medidas legítimas para conter o vírus podem ter efeitos adversos não intencionais em pessoas vivendo com HIV. Quando o surto de COVID-19 começou na China, o UNAIDS realizou uma pesquisa com pessoas vivendo com HIV para ouvir suas necessidades. Um estudo de acompanhamento mostrou que algumas pessoas vivendo com HIV estão começando a enfrentar desafios em relação ao recebimento de medicamentos. Isso está gerando ansiedade.

Em resposta, o UNAIDS vem trabalhando com redes de pessoas vivendo com HIV e funcionários do governo para apoiar entregas especiais de medicamentos nos pontos de coleta designados. Foi estabelecida uma linha direta na China para que as pessoas que vivem com HIV possam continuar expressando suas preocupações enquanto o surto persistir. Com nossos parceiros, também estaremos monitorando de perto os desenvolvimentos nas cadeias de suprimentos globais para garantir que os insumos médicos essenciais continuem a chegar às pessoas que precisam deles e que as interrupções na fabricação de ingredientes farmacêuticos ativos sejam reduzidas ao mínimo.

O UNAIDS pede aos países que preparem suas respostas ao COVID-19 para garantir que as pessoas que vivem com HIV tenham acesso confiável aos medicamentos do tratamento. Agora é urgente que os países implementem integralmente as diretrizes atuais de tratamento para o HIV da Organização Mundial da Saúde (OMS), e ofereçam a dispensação de medicação para vários meses, garantindo que a maioria das pessoas que vivem com HIV recebam três meses ou mais de seus medicamentos. Isso ajudará a aliviar a carga sobre os serviços de saúde caso o COVID-19 chegue e permite que as pessoas mantenham seus tratamentos ininterruptos sem ter que arriscar maior exposição ao COVID-19 para reabastecer seus medicamentos.

A principal lição da resposta à AIDS é que o estigma e a discriminação não são apenas errados, mas também prejudiciais, tanto para a saúde de um indivíduo, quanto para os resultados de saúde pública em geral. É por isso que o UNAIDS tem apoiado campanhas para reduzir o estigma e a discriminação enfrentados pelas pessoas afetadas pelo COVID-19. Nunca superamos uma ameaça à saúde por meio de estigma e discriminação e nossa resposta ao COVID-19 deve ser guiada por lições aprendidas com a resposta ao HIV. Isso inclui ouvir as pessoas afetadas pelo surto e estabelecer confiança e comunicação entre as pessoas afetadas e as autoridades de saúde, mesmo antes do aumento da carga da doença.

Nossos maiores ganhos contra o HIV ocorreram em países que reduziram o estigma e a discriminação, incentivando as pessoas a testarem o vírus e procurarem tratamento, se necessário. Usando os canais de comunicação recomendados por especialistas em saúde pública, vamos ouvir as pessoas afetadas pelo COVID-19 e levar em consideração sua experiência de vida para que possamos fortalecer nossa resposta ao vírus.

As mortes causadas pelo surto de COVID-19 são trágicas e meus pensamentos estão com suas famílias e entes queridos. Mas, se formos inteligentes, a comunidade internacional e os países usarão essa experiência para fortalecer ainda mais os sistemas de monitoramento e fazer investimentos adequados em infraestrutura de saúde, tanto em nível global quanto nacional. O UNAIDS incentiva os governos e autoridades de saúde de todo o mundo a não adiar a implementação de programas de educação pública para todos os cidadãos sobre as medidas práticas que devem ser tomadas para reduzir a transmissão e a propagação do vírus em nível local.

Uma abordagem centrada nas pessoas é fundamental. Todos devem ter direito à saúde— é a nossa melhor defesa contra epidemias globais.

Winnie Byanyima, diretora executiva do UNAIDS

MÉDICOS REMOVEM VAGINA DE HOMEM TRANS SEM PERMISSÃO

Dois médicos tiveram suas licenças suspensas após removerem a vagina de um homem transexual sem seu consentimento. O caso aconteceu em Londres.
De acordo com jornais britânicos, o médico Marco Capece alterou um formulário para dizer que o consentimento havia sido dado e Giulio Garaffa conduziu o procedimento.
O paciente, identificado apenas como “A”, havia permitido apenas outras duas cirurgias como parte de sua transição de gênero, mas só descobriu que sua vagina havia sido removida uma semana depois.
O homem disse que a cirurgia indesejada teve “impacto profundo em todos os aspectos de sua vida, incluindo seu bem-estar mental”.
O paciente começou sua transição de gênero em 2013 e passou a viver como homem no ano seguinte. Garaffa foi considerado culpado de quatro acusações de má conduta e recebeu uma suspensão de cinco meses, enquanto o Capece foi considerado culpado de três acusações de má conduta e suspenso por 12 meses.
Fonte:Gay1

quinta-feira, 12 de março de 2020

CHÁ DAS QUINTAS - CONDESSA MIREILLE BLANCHE


Retomando os trabalhos como colunista social e blogueira do Onixdance trago como minha primeira convidada de 2020 a queridíssima colega de palco Condessa Mireille Blanche. 


HILUX - Condessa, relate ao seu público um pouco sobre o seu começo no transformismo. 

CONDESSA: Minha primeira montagem foi na década de 80 em 1987. Ao lado de personalidades da cena LGBT da época como Erick Silva, Susy Shang e Marilena Abud, o nosso queridíssimo Joca, fui prestigiar um evento no Teatro São José. O meu batismo aconteceu na Praça do Ferreira e foi feito por minha madrinha Susy Shang, que além do nome, me deu o título de Condessa de Toulouse.

HILUX - Boate Divine marcou a vida de muita gente. Qual foi o maior desafio ao coordenar a casa? E as maiores vantagens? 

CONDESSA: Comecei a minha carreira artística no Natal de 2005 na Boate Divine. Fui convidada pelo proprietário da Boate para participar do elenco do Especial de Natal, dividindo o palco com o meu partner preferido e insubstituível John Adágio. A repercussão do show foi incrível! Em 2006 participei do meu primeiro DIVAS, que era um grande espetáculo realizado com a participação de vários artistas e onde as Divas eram aclamadas. Assumi a direção artística da Boate em 2007, logo após a saída de Lena Oxa. Divine era sinônimo de oportunidade! Ao longo desse período em que fui a diretora artística da Divine, lancei muitos artistas que hoje têm projeção nacional e internacional. Divine era um grande celeiro de artistas! O grande desafio foi dar continuidade ao excelente trabalho feito por Lena Oxa ao longo dos primeiros 7 anos da casa e o melhor de tudo foi o convívio com pessoas incríveis e inesquecíveis que protagonizaram momentos únicos em minha vida, os quais levarei para sempre em minhas lembranças e no meu coração.

HILUX - Titulos. Qual é o seu ponto de vista em relação ao boom das Misses Plus Size aqui no CE?

CONDESSA: Acho louvável a iniciativa dos idealizadores de Concursos de Misses contemplarem as Plus Size. A beleza está nos olhos de quem vê e segundo Roberto Carlos em uma de suas canções "Quem foi que disse que tem que ser magra pra ser formosa?" O orgulho me define ao ver a beleza das Misses Plus Size colocada em evidência! Parabéns!!!

HILUX - À partir da segunda edição do Top Gay você assumiu a apresentação do evento. Cite aqui seus sentimentos em relação a esse evento tão querido, por favor. 

CONDESSA:: Sou uma das apresentadoras do Top Gay Ceará desde 2009. Sinto-me honrada em fazer parte do cast de apresentadoras do Top Gay Ceará, juntamente com Layla Sah e Tablata. O Top Gay hoje, sem sombra de dúvidas, é o maior e melhor concurso de beleza do nosso Estado. Conquistamos a vaga do Ceará no Miss Brasil Gay Juiz de Fora com um trabalho árduo, transparente e imparcial, o que nos enche de orgulho e nos faz ter a certeza que estamos no caminho certo, buscando a excelência no que fazemos.

HILUX - Alguma vez você se sentiu prejudicada ou passada pra trás na sua trajetória artística? Se sim, poderia relatar o fato... 

CONDESSA: Quando buscamos a excelência em tudo que fazemos, é natural que a gente acabe despertando a inveja de pessoas sem talento e competência nenhuma. Absorvo todas as críticas e admito, como ser humano que sou, ter qualidades e defeitos como qualquer outra pessoa. O mais importante é não se deixar abalar, acreditar no seu potencial, ser sempre humilde, disciplinado, ter a certeza que não sabemos de tudo e que ainda temos muito que aprender!

HILUX - Você sempre teve um ótimo tino para trabalhar com GogoBoys. O que mais te motiva a lidar com esse lado artístico? 

CONDESSA: Após assumir a direção artística da Boate Divine, montei uma equipe de Gogos e Strippers chamada de "Os Gatos da Condessa", que fez muito sucesso. Alguns rapazes fazem shows até hoje e são artistas consagrados, queridos e respeitados pelo público, nosso grande mestre, como por exemplo, Vitor Ayres, Daniel Francis e Franklin Tavares. Construí uma carreira sólida! Minha conduta e meu profissionalismo, me deram projeção e visibilidade e isso fez com que eu me tornasse, ao longo do tempo, uma referência no quesito Gogos e Strippers. Vale salientar que o mais importante é fazer as coisas por amor e com prazer. Isso faz toda diferença!


HILUX - Gratidão profunda pelo seu tempo e disponibilidade. Poderia deixar suas palavras finais para o Chá das Quintas? 

CONDESSA: Tatiana, minha querida, fiquei muito feliz em participar desse projeto maravilhoso e honrada por ser entrevistada por você. Saiba que tenho uma profunda admiração e um carinho enorme por você. Desejo do fundo do meu coração, sucesso cada vez mais e mais a você e que essa parceria com o site Onix Dance seja próspera! Beijos no coração de todos vocês e muito obrigada!

Por TATIANA HILUX

quarta-feira, 11 de março de 2020

MISS T WORLD É ADIADO POR CAUSA DA EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS

Um dos maiores concursos de beleza para mulheres travestis e transexuais o Miss T World, que estava marcado para os dias 29 e 30 de maio, suspendeu sua realização em decorrencia do surto de Cornavirus. Em nota publicada na fan page do Miss T World no Facebook, a coordenação do evento informa sobre o adiamento, mas não fixa ainda uma nova data.

Diante do que ocorre no mundo e principalmente na Itália esta sem duvida foi uma decisão acertada e coerente.

Confira a Nota na íntegra:


sábado, 7 de março de 2020

SHERRY PIE É ACUSADA DE ASSÉDIO SEXUAL E É DESCLASSIFICADA DE RPDR 12


A drag queen Sherry Pie foi desclassificada da atual temporada de "RuPaul's Drag Race". A eliminação aconteceu após a participante ter sido acusada de assédio sexual por cinco homens.

Intérprete da drag, Joey Gugliemelli teria se passado por um diretor de elenco, sob o pseudônimo de Allison Mossey, para enganar os envolvidos, ou seja, praticar o "catfishing". Entre as vítimas estavam seus ex-colegas de classe e atores com quem já havia trabalhado.

"Catfishing" é a prática de criar uma identidade falsa para enganar outras pessoas virtualmente. O termo em inglês não tem tradução literal na língua portuguesa.

"À luz dos desenvolvimentos recentes e da declaração de Sherry Pie, Sherry Pie foi desqualificada da Drag Race da RuPaul", confirmou um porta-voz do canal norte-americano VH1 ao site BuzzFeed News.

"Por respeito ao trabalho duro das outras rainhas, o VH1 exibirá a temporada como planejado. Sherry não aparecerá na grande final prevista para ser filmada ainda nesta primavera", seguiu o comunicado.

Ontem, em publicação no Facebook, Joey Gugliemelli disse que lamentava "ter causado tanto trauma e dor". "Eu sei que a dor e a mágoa que causei nunca desaparecerão e sei que o que fiz foi errado e verdadeiramente cruel", completou.




O site Draglicious publicou a tradução da nota completa de uma das supostas vítimas.

Fonte:UOL

JUIZES BAIANOS SE RECUSAM A CELEBRAR CASAMENTO LGBT

Juízes da cidade de Simões Filho, na Bahia, têm sido acusados de se recusarem a celebrar um casamento coletivo de LGBTs no município. O caso foi denunciado pelo presidente do Grupo Gay do Cia, Edi Cacai.
Em entrevista ao site Bahia no Ar, o ativista apontou que os magistrados tem se recusado por conta de questões religiosas, no entanto, o casamento é previsto por lei na constituição.
“Toda forma de amar deve ser respeitada e fico triste quando existem dois juízes de paz nesse município que afirmam que por causa da religião, eles não vão fazer o casamento LGBT”, disse e completou: “Ao todo, é previsto o matrimônio de dez casais LGBT no município”.
“Vamos casar neste ano ainda, dez seres humanos LGBT. Eu sou casado e vivo muito bem com meu esposo. Eu fico indignado, infelizmente não respeitam a diversidade. Os dez casamentos estão mantidos”, disparou.
O ativista garantiu que por conta do caso vai acionar o Ministério Público e a Defensoria Pública, para lutar pelos direitos dos casais LGBTQ+ do município, que ele informa que cerca de 2 mil.

sexta-feira, 6 de março de 2020

PABLLO VITTAR ESTÁ NO ELENCO DO NOVO REALITY DA AMAZON


A diva pop, Pabllo Vittar integra o sexteto da série Soltos em Floripa, reality show que estreia na Amazon no próximo dia 20.

Estão confirmados no programa, Pabllo Vittar, Boca Rosa (ex BBB20), John Drops, Felipe Titto e Mariano, os seis estarão entre os oitos jovens vindos de várias partes do Brasil e que ficarão confinados em uma luxuosa casa de praia em Florianópolis e embarcarão segundo a Amazon, em uma jornada repleta de festas, brigas, dramas, diversão e relacionamentos.

BAR FLORESTA BRASIL EM FORTALEZA É ACUSADO DE TRANSFOBIA


A estudante Amanda Felix, de 23 anos foi humilhada e constrangida por um segurança do bar Floresta Brasil, localizado em Fortaleza ao tentar utilizar o banheiro feminino.

“Meu irmão, tu vai pra onde”? perguntou o segurança do bar em meio aos outros clientes, causando um grande constrangimento. Amanda usou seu instagram para denunciar o crime.

   “Foram reclamar dizendo que tinha ‘um homem’ usando o banheiro e ele (segurança) chegou me perguntando: 'Meu irmão, tu vai pra onde?'", relatou a vítima na postagem em sua rede social, alertando para que travestis não frequentassem mais o local. “Não venham pra cá, a menos que queiram sofrer a transfobia nossa do dia a dia. Tô muito mal e preciso de apoio”, destacou.

DISCRIINAÇÃO É CRIME E FORTALEZA TEM UMA LEI PARA PUNIR

A lei 8.211/98 pune "qualquer ato de discriminação por estabelecimentos comerciais, industriais, empresas prestadores de serviços e similares, com base em orientação sexual." Entre as sanções previstas estão desde multas até a cassação do alvará de funcionamento desses estabelecimentos.

Denuncie! Busque seus direitos! Não fique calado (a). Ao sofrer qualquer tipo de discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero, faça um B.O., filme, exponha na internet ou busque o auxílio de entidades locais, como o Centro de Referência Janaína Dutra, a Comissão de Diversidade Sexual e Gênero da OAB-CE, a coordenadoria da diversidade do estado do Ceará, a Aliança Nacional LGBTI, ou o Fórum Cearense LGBT.

COLETIVO MÃES PELA DIVERSIDADE MARCA ATO EM FRENTE AO FLORESTA BRASIL CONTRA LGBTFOBIA

O coletivo Mães Pela Diversidade estará promovendo um manifesto contra a homofobia em frente ao Bar Floresta que até o momento não se pronunciou sobre o ocorrido.

Local: Floresta Brasil
Dia: Amanhã, sábado (7/3)
Hora : concentração em frente as 19h

Da Redação Onix com informações Jornal O Povo.

APÓS SOFRER 14 ATAQUES HOMOFÓBICOS BAR LGBT+ DE SALVADOR FECHA AS PORTAS

Espaço Cultural Caras & Bocas, um dos bares LGBTQ+ mais conhecidos de Salvador, anunciou o fechamento das portas nesta semana. A notícia chega após o espaço sofrer 14 ataques lgbtfóbicos.
Em entrevista ao site Me Salte, as donas do local afirmaram que o bar vai finalizar as atividades no dia 1º de abril. Com 16 anos de existência, o Caras & Bocas funcionava no Centro de Salvador há pouco menos que dois anos.
“Por a casa não ter condições de ficar dentro dos padrões de respeito às normas de poluição sonora estabelecidas pelo município e não termos condições de arcar com as reformas temos até o dia 1° de abril para desativar qualquer atividade dentro daquele local”, explicou Rosy Silva.
“Fomos agredidos e violentados durante 8 meses com 14 ataques de pedradas no telhado e ninguém nunca foi punido. E, mesmo sendo vítimas, nos tornamos réus do processo e agora teremos que deixar o espaço”, completou.
Além disso, as donas do espaço afirmaram que têm sofrido com baixa cliente-la, por medo de novos ataques. No final de 2019 o bar chegou a ser invadido por um homem descontrolado, que agrediu uma artista e as proprietárias.
Com informações;observatoriog.bol

quarta-feira, 4 de março de 2020

ESTAMOS CHOCADOS COM O TAMANHO DA ‘MALA’ DE CAIO BLAT; VEJA

De repente o ator Caio Blat tomou conta dos nos trending tópics do twitter no dia 03 de março e causou polvorosa entre os internautas...
Uma foto de sunga na praia simplemente revelou o volume gigante do penis do ator global e deixou todo mundo louco....Confira:

NO CARNAVAL PAGOU BUM BUM..
No carnaval de Olinda, Caio já havia causado ao baixar a sunga e mostrar o bum bum a pedido dos fãs.