terça-feira, 7 de julho de 2020

HALLE BERRY RECUSA PAPEL DE HOMEM TRANS NO CINEMA E FAZ PEDIDO DE DESCULPAS, APÓS REAÇÃO NEGATIVA

Durante uma Live no Instagram na sexta-feira (03), com a cabeleireira Christin Brown, Halle Berry, sugeriu que planejava interpretar um homem trans no cinema.

Falando sobre seus planos para o potencial projeto futuro, Berry explicou que o filme foi lançado há algum tempo, mas ficou em segundo plano por enquanto.

“Estou pensando em interpretar um personagem em que a mulher é uma personagem trans, então ela é uma mulher que fez a transição para um homem. Ela é uma personagem de um projeto que eu amo e que poderia estar fazendo.”

Berry foi criticada online durante a live, por ter escolhido um personagem trans e por ter confundido seu genêro várias vezes durante a entrevista.

Na última segunda-feira (6 de julho), ela desistiu do papel e pediu desculpas: "A comunidade de transgêneros deve inegavelmente ter a oportunidade de contar suas próprias histórias".

“No fim de semana eu tive a oportunidade de discutir a minha consideração de um futuro papel como um homem transgênero, e eu gostaria de pedir desculpas para essas observações,” Berry postou no Twitter.



Fonte:Pink News 

ANITTA CANTA TRECHO DE NOVA MÚSICA EM PROGRAMA DE TV. OUÇA:

Nesta terça-feira(07), durante uma entrevista ao programa espanhol Zapeando a pop star brasileira Anitta, anunciou o seu single de retorno, chamado “Tócame” e cantou um trecho da faixa que será lançada nesta sexta-feira (10).

 
Ouça a seguir um trecho de “Tócame”:


 

BRITNEY SPEARS ARRASA DANÇANDO “HAUNTED”, DE BEYONCÉ. ASSISTA:


Britney Spears tem atualizado muito seu instagram e faz sucesso quando resolve dançar. A princesa do Pop já se jogou ao som de Nelly Furtado e Billie Eilish.

Dessa vez Britney danço e arrasou ao som da música Haunted da diva Beyoncé!

 “Durante o fim de semana de quatro de julho, dancei bastante“, “Eu queria ouvir Beyoncé. ‘Haunted’ é uma música tão bonita e eu nunca dancei antes. Nunca disse que era a melhor dançarina….Danço simplesmente porque enche meu coração de alegria. É expressão”.

Assista:

segunda-feira, 6 de julho de 2020

ELTON JOHN GANHA HOMENAGEM EM NOVA MOEDA COMEMORATIVA BRITÂNICA

Elton John se tornou o segundo artista a ser homenageado pelo Royal Mint britânico com uma moeda comemorativa em tributo ao cantor e compositor.

A moeda, projetada pelo artista Bradley Morgan Johnson, mostra o inconfundível chapéu de palha de John e modela seus óculos característicos com notas musicais.

"É realmente uma honra fabulosa ser reconhecido dessa maneira", disse John, de 73 anos.

"Os últimos anos incluíram alguns dos momentos mais memoráveis ​​da minha carreira, e este é outro marco na minha jornada".

Elton John, que foi condecorado cavaleiro em 1998, é o segundo artista a ser celebrado na série lendas da música do Royal Mint depois da banda de rock Queen.

Ele já vendeu mais de 250 milhões de discos, com hits como "Candle in the Wind", "Your Song" e "Bennie and the Jets". O cantor foi forçado a adiar uma longa turnê de despedida devido à pandemia de Covid-19.

A Royal Mint também disse que está trabalhando com John para criar uma peça especial de colecionador, a ser leiloada no final do ano, para arrecadar dinheiro para caridade em um momento em que muitos do setor estão em dificuldades.


TRATAMENTO INÉDITO DESENVOLVIDO NO BRASIL LIVRA PACIENTE DO VÍRUS HIV

Um tratamento inédito desenvolvido a partir de uma pesquisa brasileira feita na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), segundo informações preliminares, conseguiu eliminar o HIV de um homem que vivia com o vírus havia sete anos. Há 17 meses, não se encontra mais sinal do micro-organismo no paciente.

Os detalhes desse trabalho serão apresentados na terça-feira (7) na Conferência Internacional de Aids que terá início nesta segunda (6) de forma virtual em razão da pandemia de covid-19. A confirmação desse resultado tem importância histórica por ser o primeiro tratamento de sucesso contra o HIV que não envolve transplante de medula — solução que já obteve bons resultados em duas pessoas anteriormente.

A fórmula desenvolvida no Brasil para reduzir a replicação do HIV, segundo informações divulgadas em uma reportagem da rede CNN, utiliza combinações de diferentes remédios e uma vacina produzida a partir do DNA do próprio paciente.

— A gente intensificou o tratamento. Usamos três substâncias no estudo, além de criar uma vacina — declarou o infectologista Ricardo Dias, coordenador do trabalho, à CNN.

O estudo da Unifesp envolveu um pequeno número de homens que já apresentavam uma carga viral baixa, ou seja, uma quantidade de células infectadas tão pequena em razão de tratamentos anteriores que já não eram capazes de contaminar outras pessoas.

O chefe do Serviço de Infectologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Eduardo Sprinz, afirma que já vinha acompanhando o andamento do trabalho. Segundo o especialista gaúcho, os resultados a serem apresentados à comunidade científica internacional devem marcar uma nova etapa na luta mundial contra a síndrome.

— Esse é um trabalho experimental bastante sério desenvolvido pelo professor Ricardo Diaz. Pelo que vinha acompanhando, essa parte da pesquisa envolvia um grupo de uns seis pacientes e, em um deles, o tratamento foi parado há cerca de um ano e meio, e o vírus não voltou mais — afirma Sprinz.

O infectologista gaúcho explica que, como o estudo será apresentado na terça-feira na conferência internacional, os dados detalhados ficam sob embargo até lá. Mas tudo indica que a ratificação desse resultado abrirá uma linha inédita de combate contra o HIV.

Até agora, apenas dois outros pacientes se livraram do vírus da aids no mundo — ambos receberam um transplante de medula em que uma espécie de “defeito genético” associado ao procedimento bloqueou a reprodução do HIV.


— Um transplante de medula tem alguns efeitos colaterais. O estudo brasileiro abre um novo caminho — sustenta Sprinz.

Em uma segunda etapa, a pesquisa deverá incluir voluntárias mulheres (até o momento, os participantes eram homens) e somar cerca de 60 pessoas.

Fonte:gauchazh


domingo, 5 de julho de 2020

ESTRELA GOSPEL DECLARA RESPEITO A COMUNIDADE LGBTQ+

Convidada pela Revista Marie Claire, a estrela da música gospel Priscilla Alcântara participou de uma live com o jornalista Felipe Carvalho e afirmou que o dia do orgulho LGBTQIA+ deve ser comemorado sim.

 “Ontem foi o Dia do Orgulho LGBTQIA+. Qual sua opinião sobre este movimento, seja por base religiosa ou pela sua experiência pessoal?”, perguntou Felipe e se surpreendeu com a resposta da cantora “Considero a importância e dou todo meu respeito principalmente por ouvir histórias de perto. Esses dias vi no Twitter um vídeo de uma mulher agredindo um gay dizendo ‘Sou serva de Deus’. Aquilo foi um ataque homofóbico! Tenho vontade de chorar porque não faz sentido!”, disse ela.



E concluiu afirmando que o seu foco principal é passar uma mensagem de fé. “A abordagem que quero ter com esta comunidade é de respeito. Porque durante tanto tempo, erguemos tantos muros que só ferimos uns aos outros. A abordagem que desejo ter é de amor e respeito porque é isso que eu tenho que oferecer!”.

O entrevistador que é gay, se emocionou.
Esta deveria ser a postura de quem realmente segue o Evangelho de Jesus Cristo. 

VLADIMIR PUTIN ZOMBA DE BANDEIRA LGBT EXIBIDA NA EMBAIXADA DOS EUA EM MOSCOU

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, zombou da bandeira LGBTQ+ estendida na embaixada dos Estados Unidos na capital russa.

Ao falar da bandeira, o presidente fez alusão que o gesto reflete a orientação sexual dos diplomatas norte-americanos.

“Quem trabalha neste prédio?”, questionou o presidente ao orador, senador Alexei Pushkov, que respondeu “americanos”.

“Deixe-os comemorar. Eles mostraram algo sobre as pessoas que trabalham lá”, completou com um sorriso.

A declaração foi feita durante um encontro virtual transmitida pela televisão da Rússia.

Nessa linha, os parlamentares russos aprovaram nesta sexta-feira (3) uma emenda à constituição, a qual define o casamento com a união entre homem e mulher. Mesmo com a legislação russa descrita dessa forma, Putin alega que a Lei não descrimina a comunidade LGBTQ+.

Com informações ISTO É 




sábado, 4 de julho de 2020

LACRANDO. NATHALIA GANZARELLY VENCE CONCURSO DRAG LIVE


Nathalia Ganzarelly foi a grande vencedora do concurso Drag Live, promovido pelo Mundo das Maquiagens. 

O público nas suas preferidas e depois um júri formado por Silvero Pereira, Camilly Leycker e Dicesar, escolheu as três finalistas. O resultado final saiu da soma dos votos do júri técnico e das curtidas do público.

1° - Nathalia Ganzarelly 
2° - Morganna Clout
3° -Bianka Ferry
Três trabalhos fantásticos de artistas maravilhosos que culminaram num resultado justíssimo.

LACRANDO. BEATRICE FAÇANHA ESTRÉIA COMO GOGO TRANS NA ITÁLIA

Nossa Top Gay Ceará 2012 e Top Trans Beatrice Façanha, que atualmente mora na Itália, estreou na última sexta-feira (03) e neste sábado (04), como gogo trans na Europa. 

Beatrice teve uma carreira vitoriosa como gogo trans aqui no Brasil. Inclusive sendo contratada para o cast de grande boate paulista. 

Bia performou no Califórnia Night Club, localizado em Roma e assumiu o nome artístico de Bea Sharon.

Com sua beleza, sua sensualidade e seu talento, Beatrice tem todos os requisitos para trilhar uma carreira de sucesso nos palcos europeus. 



SEXO GRUPAL EM BARCO NO LAGO PARANOÁ CHAMA ATENÇÃO NA WEB POR FALTA DE MÁSCARAS. ASSISTA AO VÍDEO

Vem causando na internet um vídeo que mostra um grupo de pessoas na maior suruba, em um barco no Lago Paranoá, em Brasília.

Quando o vídeo vazou e claro viralizou no Twitter, os internautas ficaram chocados. Não pelas cenas de sexo grupal, mas pelos indícios de que o vídeo foi gravado durante a pandemia da Covid-19.

São no mínimo cinco pessoas envolvidas no sexo grupal e vale lembrar que praticar relações sexuais em público é crime. Além disso eles descumpriram o decreto que obriga o uso de máscaras no DF.

Em defesa dos animadinhos está o fato de que o presidente pra fazer p.... Também não usa máscara e tão pouco é punido por isso.

A internet pareceu preocupada realmente com a falta do uso de máscaras e a proximidade entre as pessoas na lancha. Assista a “festinha”.




sexta-feira, 3 de julho de 2020

PARECE QUE PARA O FACEBOOK AMEAÇAS DE MORTE CONTRA PESSOAS LGBT NÃO É DISCURSO DE ÓDIO

A partir deste mês, vários anunciantes de grande orçamento - Starbucks, Ford, Coca-Cola, Honda e Verizon, só para citar alguns - estão retirando seus anúncios do Facebook para protestar contra a falta de resposta da plataforma à desinformação e discursos de ódio.

A  campanha Stop Hate for Profit  foi organizada no mês passado por vários grupos de direitos civis, incluindo a Liga Anti-Difamação, a NAACP, a Free Press e a Color of Change.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, respondeu ao boicote alegando que a empresa começará a colocar “etiquetas de aviso” nas postagens, mas não impedirá que os usuários publiquem seu conteúdo. Isso para que os usuários do Facebook tenham a liberdade de condená-lo porque "essa é uma parte importante de como discutimos o que é aceitável em nossa sociedade". Mas agora, um novo relatório está destacando a hipocrisia (e o perigo) desse conteúdo não regulamentado.

Ativistas do LGBTQ + de todo o Oriente Médio e Norte da África (MENA) se queixaram ao Facebook de postagens particularmente perturbadoras que pedem aos muçulmanos que matem pessoas LGBTQ +.

De acordo com o Gay Star News , o Facebook respondeu à reclamação dos ativistas sobre um post em particular de um usuário chamado Abdullah, que foi traduzido para: “'Se você acha que é seu direito agir sobre sodomia / homossexualidade, é meu direito afastá-lo o telhado."

O Facebook respondeu aos ativistas do MENA, afirmando que o post "não vai de encontro aos padrões da nossa comunidade, incluindo o discurso de ódio".

Além disso, o Gay Star News observa que os ativistas também mostraram ao Facebook a foto do perfil de um usuário chamado "Michael Clarke", que mostra duas figuras de palitos - uma simples, a outra feita em um arco-íris. Na imagem, o homem comum é visto chutando o homem no arco-íris, uma clara mensagem anti-LGBT e pró-violencia. 

Outro usuário sobre o qual eles reclamaram no Facebook é "Waallah Hasal", que postou uma ilustração de um suposto combatente islâmico com uma espada enfrentando manifestantes pacíficos LGBTQ + e Black Lives Matter.

Não se engane, o post de Abdullah não era uma ideia ou sugestão fantasiosa.

Nos últimos anos um relatório mostrou que membros do ISIS, em nome do Islã, assassinaram homens gays e bissexuais atirando-os de cima de telhados, decapitando-os ou apedrejando-os até a morte. Várias das vítimas eram adolescentes. 

22 ativistas e grupos LGBTQ + MENA escreveram uma carta aberta ao Facebook, exortando-os a tomar mais medidas contra essa retórica violenta no Oriente Médio e no norte da África, como ocorre nos países ocidentais. 

A carta veio logo após a morte de Sara Hegazy. A imagem de Hegazy levantando uma bandeira nas cores do arco-íris em um show de Mashrou 'Leila em outubro de 2017 se tornou viral. Logo depois, ela ficou presa por três meses. Depois de procurar asilo no Canadá, o trauma de Hegazy tornou-se insuportável e ela acabou cometendo suicídio.

"Embora a comunidade MENA LGBTQI + tenha relatado milhares de publicações em árabe sobre discursos de ódio. A maioria desses relatórios foi recusada porque o conteúdo 'não contradiz os padrões da comunidade do Facebook'. Isso se deve à negligência na implementação de políticas eficazes de discurso contra o ódio em nossa região, o que torna a plataforma insegura para as minorias sexuais.”, afirma a carta. 

"Nos EUA e na Europa, não há espaço para propagar discursos de ódio contra qualquer orientação sexual, raça, religião, seita ou qualquer outro grupo social", disse Adam Muhammed, diretor executivo do ATYAF Collective, um grupo LGBTQ + com sede em Marrocos. Em comunicado à Reuters. "Endereçamos uma carta ao Facebook solicitando à sua administração a adoção da mesma política aqui usada em outros países".

Nicolas Gilles, co-fundador da Associação Francesa ANKH para os direitos das minorias, que co-assinou a carta, chamou a morte de Hegazy de alerta, acrescentando: “A comunidade LGBT + agora no mundo árabe está testemunhando assédio e bullying e todo mundo está dizendo que poderia ser a próxima (Hegazy) e nós não queremos isso.”

Desde então, o Facebook respondeu à carta aberta, dizendo à Reuters:

"Sabemos que temos mais trabalho a fazer aqui e continuaremos a trabalhar em estreita colaboração com os membros da comunidade LGBTQI + no Oriente Médio e Norte da África para desenvolver nossas ferramentas, tecnologia e políticas".


TOP CHÁ COM ALANA ANDRADE

TATIANA HILUX - Recebo hoje mais uma candidata ao Top Gay Ceará 2021, Alana Andrade, Miss Gay Beberibe. Como está sendo representar uma cidade tão importante no nosso estado?

ALANA- Olá! Para o meu artístico está sendo uma honra poder carregar o título de uma das mais belas cidades do nosso estado, assim poder representa-los no maior concurso estadual Top Gay Ceará. Para com o meu pessoal estou agregando novos aprendizados, novas experiências e cultivando as amizades. Infelizmente com tudo que estamos vivendo com essa pandemia do "COVID19" não estou podendo usufruir do meu título da forma a qual eu tanto queria, e tive que adiar alguns compromissos de miss, visando assim priorizar a minha saúde e a de todos que me rodeiam.

HILUX - Estive no júri de um concurso que você concorreu. Desde quando surgiu o sonho de ser uma miss?

ALANA- Diante mão quero lhe dizer que foi um imenso prazer poder ser julgada pelo artista que você é. Assim como a grande maioria sempre tive esse sonho, mas sempre eu mesma me escondia por traz do mesmo, muitas das vezes por medo, insegurança, falta de apoio moral. Hoje consigo driblar todas essas sensações de medo, pois tenho pessoas maravilhosas ao meu lado, consigo me inspirar na imagem feminina em especial minha MÃE, e claro muitos artistas pela qual admiro muito.

HILUX - Você já participou de um show da Transformista Vivian Moncherry. Tu tens vontade de continuar fazendo shows ou foi apenas uma experiência?

ALANA- Sim! Foi uma participação que me abriu ainda mais a mente e me fez ver os palcos com os olhos da alma. Foi uma sensação única e apaixonante, cada detalhe encima do palco. Porém referente aos shows ainda tenho um pouco a aprender, tenho um pequeno defeito, o nervosismo que estou trabalhando encima do mesmo, e sim pretendo também ser uma artista de shows. Uma artista cearense e uma artista completa.

HILUX - Quais são as palavras da Miss Beberibe na semana do orgulho gay?

ALANA-" Cada dia mais me dou ao direito de fazer escolhas.

Só como o que gosto.

Só digo o que penso.

Só faço quando quero.

Só vou, se é onde eu estiver vontade de ir.

Só respondo se me interessa. Por fim estou ficando craque em VIVER.

Os dias de hoje no nosso país em geral, são dias incertos, dominado pelo medo e pela insegurança. Não se sabes, mas se ao sair de casa retornará, pois o preconceito e imenso, e as pessoas a cada dia mais estão ficando agressivas. Infelizmente nosso país está no ranking dos países que mais se matam LGBTQIA+. Lembrando também que si tem uma pequena porcentagem de preconceito e agressões dentro da própria classe, aonde o "afeminado" e motivo de chacota para o "padrãozinho", o "gordim" sofre bullyng na roda de amigos, o "magrelo" sempre e visto como o aidético, o "negro" na maioria das vezes e esquecido, a "travesti" e/ou "trans" e excluída pela sociedade visto apenas como a imagem do sexo, as pessoas esquecem que elas também têm a capacidade de si encaixarem em qualquer quadro profissional. Por fim todos nós merecemos e temos direito ao respeito e à inclusão social.

HILUX - Obrigada pelo seu tempo e disponibilidade, minha linda! Quais são suas considerações finais para o Onixdance e seu público?

ALANA-Agradeço a você e ao onixdance pela oportunidade e espaço de poder me expressar um pouco. Ao meu público sou imensamente grata de coração a todos. Imensurável sensação de gratidão e amor. Não deixem os sonhos pra depois, não adie o tempo da sua FELICIDADE, não ame pouco, não se esconda por medo, grite, cante AME-SE. Espalhe o vírus do AMOR até ele curar o preconceito. Um cheiro bem grande no coração de todos e fiquem com DEUS.

Por Tatiana Hilux para o Portal Onix dance


quinta-feira, 2 de julho de 2020

PARLAMENTO DA ITÁLIA COMEÇA A DISCUTIR LEI CONTRA HOMOFOBIA, IGREJA É CONTRA

A Câmara dos Deputados da Itália começou a discutir nesta semana um projeto de lei que criminaliza a homofobia e que já é alvo de críticas da Igreja Católica e da oposição conservadora.

A iniciativa é de autoria do deputado e ativista gay Alessandro Zan, do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, e unifica uma série de projetos apresentados nos últimos anos.   

O texto-base para tramitação no Parlamento foi oficialmente apresentado nesta terça-feira (30), na Comissão de Justiça da Câmara, e a votação no colegiado está prevista para 7 de julho.   

O projeto inclui a homofobia e a transfobia nos itens do Código Penal que punem atos de violência e discriminação por motivos raciais, étnicos ou religiosos.   

Com isso, quem cometer ou instigar discriminação por orientação sexual ou de gênero estaria sujeito a penas de até um ano e seis meses de prisão, enquanto atos de violência seriam punidos com até quatro anos de reclusão.   

“Precisamos frear essa espiral de violência, as pessoas não podem ser agredidas ou discriminadas por aquilo que são ou amam”, disse Zan nesta terça-feira, após ter depositado o texto-base na Câmara.   

A Arcigay, maior entidade de defesa dos direitos da comunidade LGBT+ na Itália, afirmou que as medidas previstas no projeto são “positivas”, mas acrescentou que é possível “melhorar” o texto.   

“Permanece sem solução o complexo tema da propaganda discriminatória que, a não ser para o racismo, representa um vácuo em nosso ordenamento”, disse o secretário da associação, Gabriele Piazzoni.   

O Código Penal da Itália pune propagandas fundadas na “superioridade ou no ódio racial ou étnico”, mas o projeto de Zan não altera esse trecho para incluir a homofobia.   

Críticas – No início de junho, a Conferência Episcopal Italiana (CEI) divulgou um comunicado afirmando que o país “não precisa” de uma lei contra a homofobia e que a legislação nacional já garante a proteção contra perseguições ou comportamentos violentos.   

“Uma eventual introdução de novas normas incriminadoras pode gerar derivas liberticidas, as quais, mais do que assinalar uma discriminação, terminariam por atingir uma expressão de opinião legítima”, disse a CEI.

Já o líder da oposição, senador Matteo Salvini, do partido de extrema direita Liga, declarou que a Itália “não é um país que discrimina” e que o projeto de Zan é “ideológico e danoso”. “Um texto desse tipo acabaria colocando os gays em guetos. Não existe uma agressão mais grave que outra. Se essa lei passar, então apresentarei um projeto sobre a heterofobia”, acrescentou.   

(ANSA)

EX-FUNCIONÁRIA DIZ EM REDE SOCIAL QUE LOCALIZA DEMITIU POR HOMOFOBIA

A Localiza Hertz foi denunciada em rede social por uma ex-funcionária de homofobia. Demitida da empresa em maio, Uiara Cavalcanti postou em seu perfil do Facebook que foi desligada após seu ex-chefe afirmar que ela mantinha relações com a colega de trabalho com quem divide uma casa e que também foi desligada da rede logo em seguida.

Em postagem do último domingo (28), Uiara disse que no dia 6 de maio foi chamada para ir à sede da Localiza trocar seu computador por um notebook, mas acabou surpreendida pela demissão.

“Chegando lá não tinha nenhum notebook, ele apenas me pediu para assinar a minha rescisão contratual e devolver o meu crachá sob o argumento de que eu tinha um relacionamento ‘gay’ (homoafetivo) com outra funcionária, que aliás, também foi demitida”, conta Uiara no post.

Segundo o relato, o ex-chefe afirmou que enviou uma outra funcionária a casa das duas para saber onde elas dormiam e se havia dois quartos na casa. Ele disse que elas eram vigiadas 24 horas dentro e fora da empresa e que ele não poderia ser acusado de racismo por ser negro.

“Esclareço que esse suposto relacionamento não existe, somos apenas amigas. Ainda que existisse não consigo admitir que a Localiza, que tanto se orgulha de ser uma das melhores empresas para se trabalhar no país, podia concordar com esse tratamento desigual por motivo desqualificante e injusto, que implicou nas nossas demissões”, continuou Uiara.

Ela conta que estava tranquila por ocupar o cargo de executiva de vendas internas e que a empresa havia combinado que não demitiria alguém da sua função já que, segundo diz, estes seriam os “profissionais que colocariam os carros de volta nas ruas durante e pós pandemia”.

O caso foi levado para a diretoria-executiva da Localiza, mas o setor de Recursos Humanos disse que não foram encontrados indícios de discriminação na demissão. À Folha de São Paulo, a Localiza afirmou que os desligamentos ocorreram há 40 dias em razão de ajustes de rotatividade.

Ressaltou que as demissões foram feitas com critérios técnicos e que ouviu todos os envolvidos, mas não identificou indícios de uma decisão incompatível com os valores da companhia. Apesar disso e da “convicção nos processos instaurados”, a Localiza contratou uma auditoria externa para avaliar o caso.

“Acreditava que esta empresa era realmente inclusiva, justa e cidadã, porém, diante dos fatos percebo que é só mais uma empresa homofóbica, que faz campanhas publicitárias promovendo a diversidade para vender milhões para a comunidade LGBTQI, mas que nos seus bastidores discriminam, constrangem, reprimem e demitem seus funcionários”, argumentou Uiara na postagem.

Fonte:IstoÉ

LOGO EM CAMISETA DA CAMPANHA TRUMP LEMBRA SÍMBOLO NAZISTA

Um logotipo presidencial apresentado em uma nova camiseta da campanha de Trump está gerando comparações com o emblema oficial nazista.

Um grupo judeu progressista, juntamente com muitos internautas nas mídias sociais, está chamando a atenção para a blusa da campanha vendida no valor de US $ 30. O grupo Bend the Arc: Ação Judaica afirma que a imagem da águia não é apenas um convite aos seguidores racistas, homofóbicos e anti-semitas de Donald Trump, mas que a terminologia da camiseta também tem raízes odiosas.

O Bend the Arc diz que a logo Trump é uma versão do símbolo da águia de ferro nazista, com a cabeça do pássaro similarmente virada para a direita e os pés carregando uma imagem circular. Um porta-voz da campanha de Trump negou à Forbes que a camisa faça referência a nazistas, que assassinaram sistematicamente 6 milhões de civis judeus e outros 6 milhões de ciganos, pessoas de cor, gays, pessoas com deficiência e presos políticos.


As novas camisas, disponíveis no site da campanha de Trump, estrearam depois que um anúncio do esforço de reeleição do presidente foi banido das redes sociais porque apresentava um triângulo vermelho como o que o Partido Nazista usava para marcar presos políticos. Trump também retweetou recentemente um vídeo de um torcedor da Flórida gritando "White Power!" Mais tarde, o presidente excluiu o tweet, alegando que não ouviu a abertura racista.

"O presidente dos Estados Unidos está fazendo campanha pela reeleição com um símbolo nazista", twittou o Bend the Arc. "Não é um acidente. Intolerância é toda a marca deles".




BOCA ROSA REVELA QUE É PANSEXUAL: "LIVRE PARA AMAR"

Bianca Andrade
 revelou nas redes sociais que é pansexual. A influenciadora digital e ex-BBB aborda o assunto em vídeo sobre o mês do orgulho LGBTQ+, comemorado em junho.

Boca Rosa conta que se identifica como “pan” enquanto celebra todas as bandeiras do movimento. “Meu caso”, escreve em post no TikTok.

“Sobre ser livre para amar. Um beijo para todos da nossa bandeira LGBTQ+. Nós somos f*das”, dispara. A pansexualidade é quando alguém sente atração sexual e/ou emocional por outra pessoa independentemente da identidade de gênero ou sexo biológico.

Ou seja, Bianca é uma “pessoa que gosta de pessoas” e rejeita rótulos. Até então, a carioca se declarava bissexual. Ela já namorou com o músico Diogo Melim e também se envolveu com a DJ Bárbara Labres.
Com informações: yahoo

@bianca

##orgulhodeser O QUE NOS FAZ FELIZ!!! 🏳️‍🌈♥️

♬ Dança da Mãozinha Tchakabum - ovagnercruz

CHÁ DAS QUINTAS COM ALEXIA BELMONT

TATIANA HILUX - É um prazer receber em meu Chá das Quintas uma cabeça coroada da Turma Ok, a maravilhosa Alexia Belmont. Minha querida, me fala um pouco sobre sua origem no mundo artístico, por favor... Como tudo começou? 

ALEXIA BELMONT: Tatiana, querida, eu quem agradeço o carinho... Tudo começou em 1988/89 quando me tornei Bailarino de uma Cia Mineira no sul de Minas na qual fiz parte por 10 anos e também em participações em eventos de dublagens e concurso de beleza, na qual me tornei Miss Itajubá Gay e assim as coisas aconteceram comigo até chegar aqui no Rio de janeiro.

HILUX - Títulos e mais títulos. Vi uma foto sua com as faixas que você já tinha ganhado. Me fala um pouco sobre os concursos que você ganhou ou participou. 


ALEXIA - Como já tinha falado, ao chegar ao Rio minha vida estava voltada a arte da dublagem e concursos dos mais variados, Concurso de fantasia do hotel glória na categoria originalidade masculino na qual fui campeão e ao Conhecer a turma ok na qual fui carinhosamente bem recebida comecei a participar dos concursos dentro da casa, no Rio, em outras cidades e estados. Títulos como Rainha do carnaval Ok, Rainha do Grêmio recreativo Bafo da onça, Miss Maricá, Miss Espírito Santo e Miss Rio grande do Sul para o Miss Brasil versão nordeste, Miss Glamour Espírito Santo, The Best, Galo de ouro, Miss simpatia Rio de janeiro, Musa Simpatia, Miss Glamour simpatia estes tenho muito orgulho, Lábios de Ouro 2019 e Rainha da Primavera 2019 todos com histórias fascinantes guardadas em minha memória.

HILUX - Como foi a emoção de ser a Rainha da Primavera Ok 2019 e poder passar dois anos na liderança do título? 

ALEXIA -  Me tornar Rainha da Primavera foi acreditar que o sonho é possível, que realmente tudo acontece na hora e no momento certo, já tinha ficado em segundo lugar em um ano que participei, mas o desejo de me tornar uma cabeça coroada oficial da turma Ok era uma realização pessoal e agora reinar por dois anos será maravilhoso, ainda me emociono muito em falar desta vitória deste título pois ele tem um peso para mim, não desmerecendo os outros títulos, mas pela resistência a história da nossa querida Turma Ok.

HILUX - Romances. Descora em breves palavras sobre os relacionamentos amorosos que você já teve, por gentileza... 

ALEXIA - Namoros foram passageiros, mas meus três casamentos foram e são meus alicerces, não somente na minha vida pessoal como artística, sou grato ao Jorge Augusto, Alek Belmont e Klauss Henri, com este estou casado há 5 anos.

HILUX - Você também se apresenta em um personagem masculino. Como é viver o Ney Matogrosso nos palcos do Rio? 

ALEXIA - Na verdade eu sempre digo que eu vivo as músicas interpretadas pelo Ney, pois não me considero um cover e sim uma tradução de uma expressão corporal bailando na voz dele.

HILUX - Alexia X Charles. Como um falaria do outro? 

ALEXIA - Alexia e Charles e a tradução de que dois corpos se completam.

HILUX - Gratidão imensa por seu tempo e disponibilidade, rainha... Poderia redigir seus agradecimentos finais para o público que está lendo sua entrevista? 

ALEXIA - Eu agradeço muitíssimo pelo carinho, respeito e amor de todos e sigamos assim de mãos dadas para uma vida melhor com muitas vitórias.

Por Tatiana Hilux para o Portal Onix