quarta-feira, 9 de outubro de 2019

PRESTES A ASSUMIR A BANCADA DO JN JORNALISTA MATHEUS RIBEIRO SE DECLARA PARA NAMORADO NO INSTAGRAM

Uma das melhores revelações do telejornalismo goiano dos últimos tempos e promessa no cenário nacional, o jovem Matheus Ribeiro (26 anos) vive um dos seus melhores momentos na vida profissional... e pessoal.
Prestes a estrear na bancada do Jornal Nacional, no próximo dia 9 de novembro, no rodízio de âncoras regionais em comemoração aos 50 anos do JN, o talentoso apresentador do Jornal Anhanguera 2ª edição usou as redes sociais para se declarar para o parceiro, o militar Yuri Piazzarollo. Yuri mora no Pará e faz parte da Força Nacional, tropa de elite coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça. Os dois se conheceram no carnaval de Salvador (BA) e estão juntos há sete meses.
Discreto nas redes sociais ao falar de sua vida íntima, o jornalista que tem mais de 260 mil seguidores no Instagram, surpreendeu os fãs ao aparecer pela primeira vez ao lado do companheiro e se declarou: “Já não sei andar só pelos caminhos, porque já não posso andar só”. Yuri respondeu: “E nem precisa. Podemos ir juntos”.
O post gerou enorme repercussão e já é o mais curtido e comentado no perfil de Matheus que recebeu uma enxurrada de elogios dos fãs. “Quando eu olho esse casal fico perdido com tanta beleza”, escreveu um seguidor. “Viva o amor”, comentou outro. “Felicidades MIL”, desejou outro fã.
Em meio à torcida do público, um seguidor criticou: “Me desculpa, mas é uma pouca vergonha. Deus mão abençoa esse tipo de união”. Matheus respondeu: “Cada um acredita no Deus que quiser, né? O meu tá de boa! #TchauBrigado”, finalizando o assunto com seu famoso bordão de encerramento do JA2.

VOCÊ PRECISA CONHECER O KAMA SUTRA GAY COM POSIÇÕES QUE PROMETEM TACAR FOGO NO PARQUINHO


Que tal dar um Up Grade na sua vida sexual? Então é só dar uma olhada nestas 30 posições do Kama Sutra Gay e praticar..






























Fonte:Gay1

POLÍCIA INDICIA POR LESÃO CORPORAL TRIO QUE BATEU EM JOVEM GAY

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo informou ao blog, nesta segunda-feira (7), que a Polícia Civil indiciou os três homens que agrediram o jovem Roger Possebom Junior, de 22 anos, por lesão corporal com motivação homofóbica.
Porém, o advogado José Beraldo, que defende Roger, quer que os suspeitos respondam por tentativa de homicídio. “O delegado de polícia entende que é uma mera lesão corporal. Mas eu digo: eu quero a prisão desses covardes agressores que causaram vários traumatismos contra Roger”, disse.
O advogado enviou ao blog uma foto do ferimento na cabeça de Roger, que foi causado pelas agressões. “Veja a cicatriz, a marca da violência. [Ele ficou] uma semana em coma. Isso é racismo, é crime homofóbico. Quero cadeia aos agressores. [Isso foi] tentativa de homicídio. Eles têm que ser levados à júri popular”, afirmou Beraldo.
Roger e um amigo foram agredidos quando estavam na porta de uma balada no centro de São Bernardo do Campo. De acordo com o amigo da vítima, as agressões teriam acontecido pelo fato de Roger ser homossexual.
Segundo o relato dele, eles e os agressores tinham discutido dentro da casa noturna. Porém, quando os amigos estavam saindo do local e se encaminhando para o carro para irem embora, foram abordados pelos suspeitos.
Os agressores bateram nos dois e foram embora. O amigo da vítima teve apenas alguns ferimentos. Porém, Roger precisou ser socorrido pelos bombeiros para ser levado ao hospital. O estado dele era gravíssimo por conta de um ferimento no crânio.
Roger ficou em coma, mas acordou na última terça-feira. Ao acordar, ele gravou um vídeo na cama do hospital dizendo que queria voltar para casa e agradecendo a preocupação das pessoas.
Os suspeitos já foram identificados e o caso segue sendo investigado pelo 1º DP (Distrito Policial) de São Bernardo do Campo.
Fonte:noticias.yahoo

AQUENDA! HOMEM PROCESSA A APPLE ACUSANDO A EMPRESA DE 'TORNÁ-LO GAY'

Um homem está processando a Apple em cerca de US$ 15 mil com a alegação de que a empresa o "levou à homossexualidade", a informação é do Moscow Times. O autor do processo, identificado como D. Razumilov, diz que se tornou "envolvido em relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo" no início deste ano, depois de receber "69 GayCoins" (moedas gay, em tradução livre) em um aplicativo de pagamento de criptomoeda que ele baixou em seu iPhone em 2017.

Segundo D. Razumilov, o remetente das criptomoedas teria incluído uma mensagem em inglês que dizia: "não julgue sem tentar". "Pensei, de fato, como posso julgar algo sem tentar? E decidi tentar relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo", conta o russo.

A tentativa deu certo e o russo encontrou até mesmo um namorado, mas ele não parece muito feliz com a situação. "Eu tenho um namorado estável e não sei como explicar isso para meus pais. Depois de receber a mensagem, minha vida mudou para pior e nunca mais será normal". Razumilov acusou a Apple de "manipular-me em direção à homossexualidade", o que lhe causou "sofrimento moral e danos à saúde mental".

Embora acusar a Apple não seja muito realista, a verdade é que não é fácil ser homossexual na Rússia. O presidente Vladimir Putin deixa clara sua posição contra relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo e isso repercute na sociedade com vários casos de ameaças, bullying, abuso e discriminação sendo registrados diariamente.

Fonte: Olhar Digital