quinta-feira, 5 de setembro de 2019

TRANSEXUAL FOI TORTURADA E ABUSADA SEXUALMENTE POR PMS, EM GOIÂNIA

Uma transexual de 31 anos denuncia ter sido agredida por dois policiais militares durante uma abordagem no último sábado (31), em Goiânia. A advogada dela, Gislane Carvalho, diz, em documento enviado à Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), que a costureira foi “afogada, espancada, amarrada e violentada com um cabo de vassoura”. Ainda segundo a defesa, os policiais teriam ameaçado matar a vítima caso ela denunciasse as agressões.
A reportagem solicitou, às 11h04, um posicionamento da Polícia Militar em relação à denúncia envolvendo PMs, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
A Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OAB-GO decidiu instaurar um processo interno na segunda-feira (2) para cobrar providências dos órgãos da Segurança Pública de Goiás em relação à denúncia. De acordo com o presidente da CDH, Roberto Serra, o caso é “sério”.

“Por ser uma mulher negra e trans, tem o fator homofóbico e preconceituoso. Já enviamos ofícios aos órgãos da Segurança Pública e até ao Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura, e vamos cobrar a devida apuração do caso e as providências possíveis”, afirmou.

Segundo a vítima, os policiais “cortaram sua bermuda e enfiaram um pau” nela. Um exame realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) comprovou a existência de lesões no corpo dela, todas causadas por “meio de ação contundente”, de acordo com relatório médico.

Agressões e prisão

De acordo com documento enviado pela advogada à Comissão de Direitos Humanos da OAB-GO, os policiais militares abordaram a mulher em um shopping da capital. Ela estava com um grupo de pessoas no local, e os policiais começaram a cobrar que elas entregassem drogas e armas. No entanto, segundo a advogada, os PMs não encontraram nada.
Gislane afirma que os policiais militares levaram o grupo para uma casa abandonada, onde praticaram as agressões contra a vítima.
Na casa da mulher, foram encontrados cerca de 10 kg de cocaína. Ela foi presa por tráfico de drogas e encaminhada à Central de Flagrantes. Ao ser questionada, a costureira teria admitido a posse da droga.
Durante audiência de custódia, o juiz João Divino Moreira Silvério determinou a conversão da prisão em flagrante em preventiva e determinou que os órgãos competentes fossem notificados sobre a denúncia de agressão.
Fonte:Portal Gay1

CHÁ DAS QUINTAS COM NANDINHA CASTRO BY TATIANA HILUX


TATIANA HILUX -PRAZER TER VOCÊ CONOSCO NESSE CHÁ DAS QUINTAS, ME FALA UM POUCO COMO É A VIDA AÍ NO PARÁ... TEM MUITO FERVO GAY POR AÍ OU VOCÊS SÃO MAIS CALMOS?

NANDINHA: Boa tarde é um prazer estar com você no chá das Quintas. A vida aqui no Pará é uma maravilha. O Pará é um estado mãe e infelizmente não temos muitos fervos aqui, mas  amo meu estado.


TATIANA HILUX - NÓS NOS CONHECEMOS NOS GRUPOS DE MISS... COMO ANDA A CARREIRA NAS PASSARELAS?

 NANDINHA: Sim, nós conhecemos no  grupo do Miss Brasil gay plus size  em 2017 acho, pra mim foi um prazer ter conhecido vários artistas e personalidades de vários estados e estou a uns anos afastado das passarelas, apenas me preparando pro ano que vem para tentar o maior título de beleza  do Brasil na categoria plus, o Miss Brasil plus size gay 2020.


TATIANA HILUX - ADMIRO MUITO AS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA... FALE UM POUCO DA SUA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL.

NANDINHA: Minha experiência espiritual e seguida na religião evangélica. Aprendendo os mandamentos do pai, mas não tenho preconceito com qualquer religião, o respeito vem de berço e devemos amar o próximo como a si mesmo.


TATIANA HILUX - SEU NAMORADO TB É TRANSFORMISTA E VCS DOIS SÃO BEM PRESENTES UM NA VIDA DO OUTRO. COMO É O RELACIONAMENTO FORA DOS HOLOFOTES?

NANDINHA: Meu relacionamento já dura onze anos e dizemos que nosso amor é formado primeiramente de uma grande amizade e fora dos holofotes temos uma vida normal, trabalhamos juntos e fazemos nossa vida sempre valer a pena. 

TATIANA HILUX -COMO VOCÊ SE SENTE COM OS PROBLEMAS DE DESTRUIÇÃO DO MEIO AMBIENTE NA FLORESTA AMAZÔNICA?

 NANDINHA: Posso dizer uma coisa, meu coração chora em ver a vida de seres vivos se acabando, queimando junto com Amazônia, toda essa destruição muitas das vezes é culpa do maior e mais cruel ser chamado de “ser humano” que não valoriza e não respeita o meio ambiente.


TATIANA HILUX - MOMENTO DESABAFO. TANTO EU COMO VC SOMOS PESSOAS MUITO SENSÍVEIS E PQ NÃO DIZER SENSITIVAS... O QUE MAIS DE AGRADA E O QUE MAIS TE DESAGRADA NO MUNDO GAY?

NANDINHA: Posso dizer que eu sou uma pessoa muito sincera e não sei se isso é defeito ou uma qualidade. Vejo muitas pessoas (nem todas) lutando  para nós homossexuais termos nossos espaços na sociedades, termos voz, lutam  contra uma sociedade  que só nos aponta e não nos dá oportunidades para mostrarmos que somos pessoas maravilhosas e podemos  ensinar  coisas  boas. O que mais me desagrada é ver tanta falsidade e cinismo nas pessoas (gays), ver esse mundo gay se destruindo por si só e ver que uma luta por respeito está sendo tão em vão. Nós temos que trabalhar primeiro o respeito entre nós mesmos para depois trabalhar qualquer coisa na sociedade, como pedir por respeito.

TATIANA HILUX -OBRIGADA PELO TEMPO QUE VC DEMANDOU PARA RESPONDER MINHAS PERGUNTAS E PEÇO QUE DEIXE UMA MENSAGEM PARA OS LEITORES.

NANDINHA: Sou sempre agradecida por todo amor  e atenção que recebo nessa minha pequena jornada de 18 anos como artista. Hoje vejo que  Nandinha Castro é conhecida no Brasil e no mundo e é amada e também odiada . É tão gostoso receber carinho de tantas pessoas de outros estados, amo ser essa pessoa verdadeira, carinhosa, amiga e amo ser uma mãe que cuida das pessoas que ama, quero agradecer a vc Tatiana Hilux  por ser essa artista co a qual podemos aprender  coisas maravilhosas. Bjs da Tia Nandinha Castro!!!  #lutosimcontramaustratosdosanimais #vamospraessalutajuntos

Da redação Onix por TATIANA HILUX