sexta-feira, 30 de agosto de 2019

LUTO. MORRE FABIO BARBOSA, UM APAIXONADO PELO SÃO JOÃO


Amigos e pessoas ligadas as quadrilhas juninas em especial, foram surpeendidas na noite desta sexta-feira 30, com a notícia do falecimento de Fábio Barbosa, um apixonado pelo São João, em especial pela quadrilha Paixão Nordestina.

Conhecemos o Fábio em concursos de Miss e nas noites da boate Divine, sempre assessorando a Miss Thiara Cartier um dos grandes nomes das passarelas na época. Em conversa conosco Fábio certa vez se referiu a amiga Thiara como "uma boneca que ele adorava cuidar".














PAIXÃO PELA PAIXÃO NORDESTINA

Fábio era um paixonado pela Quadrilha Paixão Nordestina, grupo pelo qual dançou por vários anos.


















Fábio participava da equipe do Canal Conexão Junina dedicado a divulgar os festivais de quadrilha pelo Nordeste:

MULHER TRANS É RESGATADA DO RIO SENA EM PARIS APÓS TENTAR SUICÍDIO


Acidente? Ou tentativa de suicídio? A suspeita de crime foi descartada. "Nenhum vestígio suspeito foi encontrado em seu corpo", diz uma fonte próxima ao caso.  Na terça-feira (28), às 14:40, uma mulher trans foi resgatada, entre a vida e a morte, no Rio Sena em Paris. A vítima, com cerca de 30 ou 40 anos, trajando um vestido, foi trazida à superfície pelos mergulhadores da Brigada do Rio. Bombeiros também participaram do resgate, A vítima foi atendida pelo Samu, intubada e sob assistência respiratória. Em seguida, conduzida ao departamento de ressuscitação do Hospital Necker (XV).
O bateau-mouche deu o alerta
Os investigadores não estabeleceram sua identidade. A mulher não carregava nenhum documento. E nenhuma testemunha se apresentou. O pedido de ajuda veio de um capitão de veleiro. "Ele viu a vítima pular das docas para o convés duplo e afundar", diz um policial.
Infelizmente, as quedas de pessoas no Sena são frequentes. Os números são um tabu. E a prefeitura não fala sobre o assunto. A cada ano, a Brigada do Rio recupera entre 40 e 50 vítimas.
A maioria de suas intervenções está relacionada a suicídios ou tentativas de suicídio. Também há acidentes, incluindo pessoas bêbadas que, em uma festa, caem em barcaças ou docas. Alguns têm origens criminosas.
Fonte:leparisien


FORTALEZA EC LANÇA CAMPANHA CONTRA HOMOFOBIA NOS ESTÁDIOS. VEJA O VÍDEO

Saber que o time que você ama, respeita você independente de sexo, cor, classe social ou religião é maravilhoso.
O Fortaleza foi o primeiro clube cearense a lançar campanha contra cânticos e gritos homofóbicos nos estadios.

Em vídeo postado em suas redes sociais o Leão do Pici alerta para a perda de pontos nas partidas por causa de gritos homofóbicos, mas o vídeo vai além disso e alerta para o ódio causado pelo preconceito e mostra imagens e estatísticas mostrando que um LGBT é assassinado a cada 23 horas no Brasil vítima da homofobia. No final o aviso de que se mesmo com tudo isso para muitos não for suficiente que o torcedor pense na punição que pode custar três pontos ao time da torcida homofóbica.

Eu particularmente nunca sofri homofobia nos estádio e acompanho o Fortaleza desde 1993, mas muitas vezes me vi gritando cânticos homofóbico junto com a torcida, e isso prova que o meio acaba nos transformando, então em especial o Fortaleza que é meu time de coração, mas a CBF e o STJD, além da CONMEBOL, merecem todos os nossos aplausos pela iniciativa.
Confira o vídeo divulgado pelo Fortaleza e que Ceará e Ferroviário sigam sem demora o exemplo.



Por Vladimir Libério