quarta-feira, 29 de maio de 2019

YOUTUBE LANÇA PRODUÇÕES EXCLUSIVAS PARA O MÊS DO ORGULHO LGBTQ+

O YouTube acaba de anunciar uma série de produções originais com temáticas LGBT+ que devem integrar seu catálogo no mês de julho. 

A primeira delas, "State of Pride", é um documentário sobre o significado dos 50 anos de orgulho LGBTQ , após as históricas rebeliões de Stonewall.

O longa reúne entrevistas com jovens das comunidades de Salt Lake City, São Francisco e Tuscaloosa (Alabama), incluindo uma conversa com o cantor Troye Sivan. Dirigido pelos cineastas vencedores do Oscar Rob Epstein e Jeffrey Friedman, a produção 29 de maio.
Em seguida, no dia 26 de junho, é lançado  "Stonewall Outloud", audiodocumentário que registra experiências poderosas das pessoas LGBTQ.

Por fim, "This is Everything: Gigi Gorgeous", documentário que estreou em fevereiro de 2017, passa a ficar disponível gratuitamente pela primeira vez na plataforma do YouTube, entre os dias 05 a 30 de junho, no canal de Gigi.

Na trama, a jovem Gigi Lazzarato descreve como começou a vida como Gregory Lazzarato, trans feminino.

Segundo a sinopse, o filme oferece uma visão "crua e reveladora de uma vida que nunca comprometeu a felicidade, e destaca o amor inabalável e incondicional de uma família por uma criança".

Fonte:Diário de Pernambuco

WHITNEY HOUSTON TERÁ TURNÊ COM HOLOGRAMA, DISCO INÉDITO E MUSICAL COM ACORDO MILIONÁRIO

Após o documentário  "Whitney: Can I Be Me", que revelou mais um assunto polêmico da vida de Whitney Houston, a cantora deve começar a receber apenas homenagens. Sete anos após a morte da artista, uma produtora prevê uma turnê em holograma, músicas inéditas e muito mais. 

Desde que Whitney Houston morreu, em 2012, nenhuma proposta feita à produtora Pat Houston, cunhada da artista, havia sido aceita. No entanto, a propriedade intelectual da cantora voltou aos negócios com toda a força, segundo reportagem do New York Times.

Pat Houston é a única executora da propriedade intelectual da cantora. Os beneficiários são a mãe de Whitney Houston, a cantora gospel Cissy Houston e seus dois irmãos, Gary e Michael. 

Um novo projeto em andamento prevê uma turnê com holograma da artista, um possível musical da Broadway, acordos de marca e um álbum de faixas inéditas. "Tudo tem a ver com o tempo certo para mim", disse Pat Houston, em entrevista ao jornal americano. "Os últimos anos foram muito emotivos, mas agora é sobre ser estratégico."

Na semana passada, Pat assinou contrato com a Primary Wave Music Publishing, empresa de música e marketing de luxo em Nova York, para reconstruir os negócios da Whitney Houston. Como parte do acordo, a Primary Wave adquirirá 50% dos ativos da propriedade intelectual da artista, que incluem os royalties da cantora de música e cinema, merchandising e o direito de explorar seu nome e aparência.
O acordo é avaliado em US$ 14 milhões, de acordo com duas pessoas familiarizadas com o acordo.

Em seu auge, Houston chegou ao primeiro lugar com onze canções, vendeu dezenas de milhões de álbuns ao redor do mundo, e com a ajuda do filme "O Guarda-Costas" (1992), ela passou a fazer parte da elite de estrelas com igual sucesso na música e nos filmes. Com esse novo acordo, a ideia é fazer renascer todo esse prestígio da cantora. 

Morta aos 48 anos após uma luta contra as drogas, a imagem de Whitney só piorou com histórias vindo à tona sobre sua infância de abusos e outros problemas pessoais. "Antes de ela morrer, havia muita negatividade em torno de seu nome, já não era mais nada sobre a música", afirma Pat. "As pessoas esqueceram como ela era ótima. Deixaram todas as questões pessoais sobre a vida dela superarem tudo."

"Whitney era a namorada da América, e a ideia agora é lembrar às pessoas que esse é o legado dela", afirmou Larry Mestel, fundador da Primary Wave.

Mestel disse que já estava em discussões com produtores da Broadway sobre um espetáculo musical e um estilo de Las Vegas. As faixas não utilizadas de seu álbum de estréia em 1985, "Whitney Houston", provavelmente farão parte de um novo álbum.

Por: FolhaPress