O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

sexta-feira, 8 de março de 2019

MISS BRASIL ACONTECE NESTE SÁBADO 09

Neste sábado 09, acontece o Miss Brasil Be Emotion 2019 e a cerimônia será transmitida pela Band a partir das 22hs.

Ao todo 27 candidatas dos estados brasileiros e do Distrito Federal, disputam a coroa de mulher mais linda do país e a chance de disputar o Miss Universo.

A apresentação será de Cassio Reis que divide o posto com quatro vencedoras do Miss Brasil: Marthina Brandt (2015), Raissa Santana (2016), Monalysa Alcântara (2017) e Mayra Dhias (2018).

LUANA LOBO É O CEARÁ

Nossa representante na disputa da coroa é Luana Lobo eleita Miss Ceará eleita no dia 15 de fevereiro representando o município de Maracanaú.

GABRIELA, DO BBB19, LEMBRA COMO FOI SE ACEITAR LÉSBICA E ASSUMIR PARA A MÃE

Gabriela do BBB19, da TV Globo, contou como foi se descobrir lésbica durante conversa com Rodrigo.
A sister revelou que chegou a ir para igreja para não deixar mãe chateada. “Quando eu percebi que gostava de meninas, eu comecei a ir à igreja, pedir para tirar isso de mim, eu tinha uns 13 anos. Rezava, rezava, pedia, pedia… Que estava errado, que minha mãe ia ficar chateada.”
Depois, Gabriela falou de um padre: “Eu falei que estava errado, que eu estava sentindo coisas estranhas há muito tempo. E ele disse: ‘Você acha que isso é seu maior erro? Ninguém escolhe quem vai gostar, em quem a gente vai sentir amor’. Ele disse que isso não está errado e que eu estava me torturando à toa, me machucando à toa. ‘Você é muito nova para sentir isso. Estou feliz que você veio falar comigo, mas você precisa falar com sua mãe”, conta a designer, acrescentando que o padre era amigo de sua mãe. “Ele era genial. Eu tinha abertura. Ele era descoladão”, completa a sister.
A conversa com Rodrigo continuou. Gabriela falou que depois da conversa com o padre, acabou não contando para a mãe que gostava de meninas. “Minha mãe teve um relacionamento de 37 anos, namorando, ele era descoladão também. Ele sentiu que eu estava fechada. Aí fui dar uma volta com ele na fazenda. Ele começou a me contar uma história. Ele ficou contando até eu entender que era uma indireta pra mim. Ele: ‘Esse meu amigo está feliz porque agora eles conversam mais’. Eu disse: ‘Você está jogando indireta pra mim? Ele: ‘Lógico que não. Por que você é? Daí eu disse: ‘Eu sou’. Ele: ‘A gente já sabe só estamos esperando você contar’. Eu falei para minha mãe e minha mãe disse para eu seguir a vida. Daí eu me libertei!”.
QUEM É GABRIELA HEBLING
Se atacar, ela vai atacar! Gabriela pode até ter a fala um pouco mansa, mas tem um discurso forte na ponta da língua. Renato Russo já mandou o recado em "Faroeste Caboclo": "Nunca brigo com peixes em ascendente em escorpião". Nascida em São Paulo, a jovem formada em Produção Audiovisual foi criada por Maria Célia, que adotou Gabriela quando ela tinha poucos dias de vida. Segundo a participante, sua família não tinha condições financeiras para criar mais filhos. "Era minha avó (biológica) que cuidava e sustentava essa família com muitos netos. Minha mãe adotiva a conhecia e já havia perdido uma filha. Quando eu nasci, decidiu me adotar. Eu nasci numa sala e ela me pegou na outra", conta. Gabriela cresceu sabendo que era adotada e depois dos 21 anos, achou que era hora de conhecer a outra família. "Na adolescência, começaram as comparações com a irmã. Eu e o pai dela falamos: ‘A hora que você quiser conhecer sua família, a gente vai te levar’.

Ela foi arredia, mas queria ver com quem ela era parecida. Foi bom porque tirou a dúvida", afirma Maria Célia, que é um dos motivos pelos quais a jogadora quer ganhar o programa. A música é uma presença importante na vida da designer. Ela faz parte do grupo Srta. Zirma, composta só por mulheres, e, aos 15 anos, formou uma banda de baile. Toca percussão, canta, arranha no violão e até personalizou um instrumento musical que decora sua casa. O lar da sister respira música. Os sucessos de Beyoncé receberam a equipe de Produção do BBB. Na sala, há um quadro com o rosto da Queen Bee e um berimbau perto da janela. No quarto de Gabriela tem um violão e os instrumentos de percussão darbuka e tambor.

Com informações: Gay1