segunda-feira, 4 de março de 2019

O SAMBA DA PARAÍSO DO TUIUTI PROMETE EMOCIONAR E POLEMIZAR, POIS DISFARÇADAMENTE FAZ UMA HOMENAGEM AO EX PRESIDENTE LULA



O SAMBA DA PARAÍSO DO TUIUTI PROMETE EMOCIONAR E POLEMIZAR, POIS DISFARÇADAMENTE FAZ UMA HOMENAGEM AO EX PRESIDENTE LULA

 Segundo Fábio St Rios do portal A Postagem, o samba disfarçou na letra e na sinopse a história de um baixinho, barbudo, nordestino, amado pelo povo e querido pelos intelectuais. A letra muito bem escrita, em mais um belíssimo samba faz um paralelo entre o Bode Vereador, no conto O Quinze, em uma analogia direta a um presidente nordestino que foi condenado a ser amado pelo Brasil.


“Vocês que fazem parte dessa massa irão conhecer um mito de verdade: nordestino, barbudo, baixinho, de origem pobre, amado pelos humildes e por intelectuais, incomodou a elite e foi condenado a virar símbolo da identidade de um povo. Um herói da resistência!
Não posso provar, mas tenho total convicção da autenticidade de tudo o que a ele atribuíram…” Trecho inicial da sinopse.

Ainda fala da liquidação do país, já na letra do samba enredo. No mesmo trecho, fala do retirante que deixou a fome e ao Deus dará, o nordestino sonhador. É o trecho que faz a ligação por analogia entre o Bode Vereador e o ex-presidente.

Vendeu-se o Brasil num palanque da praça
E ao homem serviu ferro, lodo e mordaça…
Vendeu-se o Brasil do sertão até o mangue
E o homem servil verteu lágrimas de sangue
Do nada um Bode vindo lá do interior
Destino pobre, nordestino sonhador
Vazou da fome, retirante ao Deus dará.

Ora, meu patrão, vida de gado desse povo tão marcado
Não precisa de dotô
Quando clareou o resultado
Tava o bode ali sentado aclamado vencedor

BLOCO LUXO DA ALDEIA / ESCOLA DE SAMBA PARAÍSO DA TUIUTI 18 ÁS 22HS