quinta-feira, 31 de outubro de 2019

AVA SIMÕES SERÁ MISS ANGOLA NO MISS TRANS STAR INTERNATIONAL


A bela Ava Simões, Miss Brasil Gay Oficial 2009, disputará o Miss Star International, que acontece em Barcelona no dia 14 de dezembro.

Ava disputará o título como Miss Angola e usará trajes de noite e típico assinados por Henrique Filho. O figurino inclui também peças assinadas por Guga Cardoso. Vele registrar que são todas peças exclusivas, feitas para a ocasião.

Desde já estamos na torcida.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

MISS BRASIL GAY 2019 PARTICIPA DE FEIRA INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS LGBT+


Antônia Gutierrez vai ser uma das representantes brasileiras no evento, que acontece na Colômbia


A Miss Brasil Gay 2019, Antônia Gutierrez, vai estar presente na sexta edição do We Trade, primeira grande feira internacional de negócios LGBT+. O evento, que acontece nos dias 30 de outubro e 1 de novembro em Bogotá, na Colômbia, visa aumentar oportunidades e negócios para o crescimento e empoderamento econômico da comunidade LGBT+ em todo o mundo.

“Me sinto honrada pelo convite e orgulhosa por representar o meu país além das nossas fronteiras geográficas, ser a imagem e a voz de tantas pessoas que diariamente sofrem preconceito, discriminações e perseguições e que precisam ter orgulho de quem são”, celebra a miss.

Um dos organizadores do Miss Brasil Gay, Michel Brucce, destaca também a importância de estar presente em um evento como esse: “É a primeira vez que somos convidados a participar de um evento internacional, pela grandiosidade, história e representatividade do concurso brasileiro. Então, nós estamos indo pra mostrar que o Brasil e Juiz de Fora são excelentes destinos LGBT+”.

O We Trade é uma feira de oportunidades e negócios diversos, organizada pela Câmara de Comerciantes LGBT+ da Colômbia, que gira em torno de quatro grandes temas: turismo, entretenimento, mercado e empreendedorismo. Para Brucce, o evento vai ser uma excelente oportunidade de networking, a fim de apresentar o Miss Brasil Gay como uma possibilidade de investimento, principalmente, a empresas e agências de turismo.

“Nosso concurso já faz parte da International Gay and Lesbian Travel Association (IGLTA), posicionando Juiz de Fora como uma cidade gay friendly, e agora estamos indo mostrar nossa força e como a nossa cidade está mais do que preparada para receber turistas de alto padrão”, reforça.
O convite para participar do evento partiu da Accor, grupo do qual o hotel Ibis Juiz de Fora – apoiador do Miss Brasil Gay há três edições – faz parte.  A empresa vai estar presente na feira com um estande e uma apresentação corporativa.

“A Accor tem no seu DNA a diversidade e a inclusão, queremos que todos sejam bem-vindos em nossos hotéis. E, a fim de alavancar a transformação social em relação a essas temáticas, estamos lançando na América do Sul uma estratégia de diversidade e inclusão LGBT+. Começamos em 2017 pelo Brasil, em 2018, estendemos para a Argentina e, agora em 2019, é a vez da Colômbia, por ser o terceiro principal destino desse público no continente”, explicou Antonietta Varlese, vice-presidente de comunicação, public affairs e responsabilidade social da Accor América do Sul.

Para a Miss Brasil Gay 2019, Antônia Gutierrez, a importância de ações e eventos como o We Trade é inquestionável: “Nós, LGBT+, somos consumidores vorazes de novidades, na moda, gastronomia, turismo, produtos de beleza, entre outros. Mas também somos excelentes investidores, empreendedores e autônomos. O We Trade pode ajudar a unir esses dois perfis da nossa comunidade”.

sábado, 26 de outubro de 2019

PLUS NA PASSARELA

Saudações!!!Atualmente há duas formas de se tornar uma Miss Brasil Gay Plus Size.
Temos o Miss Brasil Gay Plus Size Oficial que vai para sua sexta edição e o Miss Brasil Gay World Plus Size que está em sua quarta edição. O primeiro conta com uma nova coordenação com Adriana Ross, artista transformista do Paraná, mas teve durantes os primeiros anos sob batuta do modelo Rodrigo Pereira que tão bem desempenhou a atividade.

O Miss World é uma iniciativa local que sob vontade de Átila Carvalho, o coordenador geral, e sua acessoria criou o título e o evento em 2015. Miss World conta com a categoria de Miss Brasil Gay World (das magrinhas), Mister Brasil Gay World e agora teremos também Miss Trans e Drag World. A franquia encontrasse em franca expansão sob coordenação de Fernando Amorim em parceria com Átila. Fernando Amorim é o atual Mister Brasil Gay World.

NO CEARÁ
Salve, salve os concursos locais que estão aclamando suas misses plus size. Em abril teremos o certame Miss Gay Ceará Plus Size Oficial sob coordenação de Mônica Lepinsk e com apoio do Top Gay Ceará e de Tatiana Hilux, nossa Miss Brasil Gay World Plus Size.

Dia 16 de novembro de 2019 teremos a festa do Miss Brasil Gay World na Turma Ok, Rio de Janeiro. Confira!

Por Tatiana Hilux

RECIFE VAI SEDIAR A PRIMEIRA EDIÇÃO DO CONCURSO TOP QUEEN BRASIL EM 2020


Meninas preparem suas perucas, pois  em 2020, vai acontecer em Pernambuco a primeira edição do Top Queen Brasil. Concurso que vai eleger a melhor Drag Queen do Brasil.
O Top Queen Brasil será realizado em Recife, capital pernambucana com produção de Ângelo Santoro e Sayuri Heiwa.

Ângelo Santoro é responsável pelo sucesso do Miss Recife Gay e Miss Pernambuco Gay Oficial, o jovem promoter está revolucionando a cena LGBT de Pernambuco e colocando o estado no patamar de Ceará, Bahia e Piauí que promovem a arte transformista e drag quem sendo referência nacional.













Sayuri Heiwa umas das melhores Drag Queen do Estado de Pernambuco, ela faz o Top Drag Pernambuco em parceria com angelo Santoro


O Ceará escolherá sua representante através do concurso DRAG CEARÁ que acontecerá em março de 2020. Então Queens cearenses, preparem- se, pois o show vai começar.

Em breve maiores informações.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

CHÁ DAS QUINTAS COM HELLEN ANDERLLE, POR TATIANA HILUX


HILUX - OLÁ, AMORE, QUE BOM RECEBER ESSA LINDA MISS AQUI NO MEU BLOG. ME FALA UM POUCO COMO ESTÃO OS PREPARATIVOS PARA O MISS RJ PLUS.

HELLEN: Primeiramente, quero dizer que é uma imensa satisfação está aqui batendo esse papo com você e para que outras pessoas possam está conhecendo mais um pouco sobre o nosso trabalho. Os preparativos para o Miss RJ Plus Size ainda estão na fase de criação. Estou definindo modelo, cores, materiais a serem utilizados e principalmente, quero mostrar um trabalho bastante legal no desenvolvimento do show. Tudo pensado com muito carinho e dedicação para conquistar o público e os jurados!!!!

HILUX - ASSIM COMO EU VOCÊ FOI UMA MISS MAGRA E DEPOIS FICOU GORDINHA... COMO TEM SIDO ESSA TRANSIÇÃO DE CATEGORIA?

HELLEN: A transição está sendo um pouco difícil sim! Porque às vezes a cabeça funciona de um jeito e o corpo responde de outro. Durante muito tempo buscava a todo custo voltar ao meu de antes e nutria a vontade de competir nos concursos regulares. Havia uma cobrança enorme do público quando me via em algum evento ou redes sociais o porquê do meu aumento de peso: ansiedade e depressão! E quanto mais eu tentava voltar ao corpo de antes mais eu engordava, minha estima abaixava mais e eu me tornava mais recluso. Um dia, conversando com a minha psicóloga cheguei a conclusão que o meu excesso de peso não fazia mais bonita ou não, mais talentoso ou não! Que as pessoas são diferentes sim!!!!! E que não cabia a mim querer modificar a minha aparência para simplesmente caber no padrão exigido pela sociedade. Foi aí que decidi competi na categoria Plus Size e mostrar que sim, estou acima do peso mas continuo sendo a mesma pessoa.

HILUX - SUA DUBLAGEM É BEM DRAMÁTICA E CHEIA DE TALENTO. O QUE TE INSPIRA PARA COMPOR SEU SHOW?

HELLEN: Em relação aos shows... Gosto de músicas que me toquem! A letra, a batida, a voz de quem está cantando, os arranjos... Eu pego aquela emoção que a canção passa e transformo em minha!!!! Não necessariamente refletem o momento que estou passando, mas naquele momento é como se eu estivesse vivendo aquela história que está sendo cantada.

HILUX - SUA CARREIRA COMO COSTUREIRA É ESPLÊNDIDA E CHEIA DE SUCESSOS. FALA UM POUCO SOBRE SUA PROFISSÃO.

HELLEN: Sempre gostei muito de vestidos e desde muito pequeno queria de alguma maneira recriá-los. Mas a oportunidade de começar a costurar foi justamente quando entrei para o meio artístico. Não tinha condições de pagar para fazer meus figurinos e eu tinha uma máquina parada em casa, comecei em 2008 a fazer um curso de Moda oferecido pela CUFA/Madureira e dali comecei a fazer meus figurinos. Nunca pensei em viver da costura que era apenas um hobby. Surgiu o interesse de outras pessoas próximas de show e comecei a costurar para fora. Nesse tempo trabalhei com grandes pessoas que me ensinaram muito dentro da profissão! Sou muito grato ao Edinardo Braga e ao Anderson Ferreira. E atualmente montei meu cafofinho de costura aonde estou me dedicando a profissão que aprendi amar…

HILUX - ALGUMA VEZ VOCÊ JÁ PENSOU EM JOGAR TUDO PARA CIMA E PARAR COM AS MONTAGENS? POR QUÊ?

HELLEN: Pensei e parei várias vezes! Nunca gostei de fazer show para ser franca... Queria ser Miss! Comecei a fazer shows para fazer contatos e nunca achei que fosse dar certo. Quando me montei a primeira vez, minha intenção nunca foi ser artista. Eu queria era fervo! Mas as coisas foram encaminhadas para um patamar tão legal que comecei a me dedicar mais a arte do transformismo! Porém vinha desde 2010 querendo parar... Parei várias vezes mas sempre voltei pela insistência e carinho do público, principalmente os grandes amigos que fiz no Bar do Hélio e na Turma Ok. Em 2017 tomei a decisão de não mais me dedicar aos palcos e focar mais na minha vida pessoal e profissional. Tomei a decisão de não mais fazer show com frequência. Agora faço turnê!!!! Tiro uns dois meses, faço alguns shows para pessoas que gosto e admiro e depois volto pra máquina de costura!!!!! Atualmente, ser artista no meio LGBTQ é muito difícil. Poucas casas, pouca remuneração, muito ego envolvido. Isso me desestimulou muitoooooo....

HILUX - O QUE VOCÊ MAIS ADMIRA EM SI MESMA?

HELLEN: Sou uma pessoa difícil de falar sobre eu mesma. Tenho baixa estima devido problemas psicológicos e isso influência muito negativamente. Tem pessoas que não me conhecem e as vezes me acham fechada ou até mesmo esnobe! Na verdade tenho medo de me aproximar de quem eu não conheço. Em certos casos sou até tímido!!!!  Mas acredito que a simpatia, bom humor, a capacidade de mesmo está atolado em problemas e sempre está disponível em ajudar quem precisa. Mesmo as vezes dizendo que não vou estender a mão porque o povo já quer o braço kkkk A vida pode não estar tão boa mas um sorriso ajuda sempre a melhorar.

HILUX - OBRIGADA DEMAIS POR SUA ATENÇÃO E DISPONIBILIDADE... DEIXA UMA MENSAGEM PARA OS LEITORES DO PORTAL ONIXDANCE, POR FAVOR...

HELLEN: Quero deixar um xeeeeêro bem gostoso a todos os leitores do Portal Ônix. Especialmente a você, Tatiana que com essa oportunidade divulga a nossa arte transformista e mostra um pouco de nós artistas além do palco. Um forte abraço e até a próxima em algum palco, passarela ou camarins por aí!

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

SANTANDER PAGA R$ 424 MIL POR NÃO EXIBIR EXPOSIÇÃO LGBT

O Farol Santander, espaço artístico administrado pelo banco Santander em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, terá que pagar R$ 424 mil por não exibir uma exposição sobre gênero e comunidade LGBT+ no local.

O pagamento é uma multa judicial estabelecida com o Ministério Público Federal. Todo o processo na Justiça começou após o cancelamento da exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, em 2017.

Na ocasião, a exibição terminou 30 dias antes do ocorrido por causa de uma onda de protestos populares. O Ministério Público Federal então entrou com uma ação e afirmou que o Santander errou ao ceder às pressões. Com isso, seria obrigado a exibir duas mostras até junho de 2019 ou pagar uma multa de R$ 800 mil.

Elas deveriam falar sobre “questões de gênero, orientação sexual, étnicas, de raça e à liberdade de expressão”. O Farol Santander então inaugurou a exposição Estratégias do Feminino, que aborda a luta das mulheres por direitos e fala da luta de minorias.

O estabelecimento, porém, decidiu não exibir uma mostra sobre orientação sexual e aceitou a multa parcial de R$ 424 mil.

Fonte:PlenoNews

sábado, 19 de outubro de 2019

ÂNCORA DA CNN ACUSADO DE ASSEDIAR HOMEM EM BAR PODE ESTAR SENDO VÍTIMA DE ARMAÇÃO.

Aproximar-se de um desconhecido, acariciar vigorosamente os próprios órgãos genitais sobre a bermuda, esfregar os dedos no nariz do indivíduo e, em seguida, perguntar usando termos chulos: “Você gosta de pênis ou vagina?”

Essa é a descrição do assédio que supostamente teria sido cometido por um dos mais famosos e respeitados jornalistas da televisão norte-americana, Don Lemon.

A denúncia foi feita por um garçom chamado Dustin Hice. O episódio teria ocorrido em uma vila dos Hamptons, balneário perto de Nova York frequentado por ricos, famosos e poderosos.

O rapaz estaria em tratamento psicológico por conta do ocorrido e teria se demitido do emprego por não suportar o bullying praticado por colegas.

Lemon, 53 anos, é âncora do Tonight, um dos programas de maior audiência do horário nobre da CNN. O apresentador nega a acusação.

A emissora acionou advogados para defendê-lo e sugeriu que o acusador estaria apenas interessado em negociar uma indenização milionária.

De acordo com a TV, ele poderia ter agido também por ódio ao canal de notícias. Uma rede social de Hice – posteriormente excluída – teria críticas contundentes ao jornalismo liberal da CNN.

Don Lemon é abertamente anti-Trump. Dispara comentários contra o presidente todas as noites. Às vezes, recorre ao deboche. Ele tem feito uma cobertura favorável ao impeachment.

O principal âncora negro dos Estados Unidos se assumiu homossexual em 2011, quando lançou um livro de memórias. 

“Estou falando sobre algo que pode afastar as pessoas de mim, me jogar no ostracismo”, declarou na época. “Ser gay é delicado para um homem afro-americano.”

No ano passado, Lemon fez outra confissão: disse ter sido vítima de abuso sexual na infância. Ele contou à família somente quando completou 30 anos.

Fonte Uol


sexta-feira, 18 de outubro de 2019

HOMEM OBRIGOU FILHO DE 11 ANOS A FAZER SEXO COM A MADRASTA: 'PARA NÃO VIRAR GAY'

“Eles roubaram minha inocência e arruinaram minha infância. Era o dever do meu pai me proteger”, declarou Daniel Dowling ao tabloide Sunday Mirror.


Um homem britânico de 36 anos, identificado como Daniel Dowling, revelou durante uma entrevista ao Sunday Mirror que foi obrigado pelo pai a transar com a madrasta quando tinha 11 anos para que ‘não se tornasse gay’.

Na entrevista, Daniel contou que os abusos começaram em tarde de domingo quando o pai e a madrasta jogam um jogo de tabuleiro. “Papai me disse que íamos tentar algo diferente – tirar a roupa sempre que alguém perdesse. No final do jogo, Annette estava completamente nua. Eles me instruíram a tocar e beijar os seios dela. Ele estava me incentivando a fazer isso, então achei que estivesse tudo bem. Eu acho que foi um teste de como eu iria reagir porque a relação sexual começou depois disso”. Daniel também afirmou que o casal chegou a sugerir que ele fizesse sexo com os dois.

De acordo com informações do Sunday Mirror, Daniel só conseguiu fazer uma denunciar o ocorrido em 6 de setembro de 2015 após o pai (Richard Dowling) confessar os abusos.

No julgamento, Richard explicou que fez isso para “tentar levar o filho para direção certa” porque ele demonstrava tendências homossexuais. “Ele disse que fez isso para evitar que eu me tornasse gay porque eu tinha traços femininos”, revelou.

Com informações: IBahia

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

ELES VÃO QUERER O SEU VOTO! DEPUTADOS CEARENSES QUE VOTARAM CONTRA A POPULAÇÃO LGBT+


O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou por 284 votos a 114, uma emenda do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) à Medida Provisória 886/19, que pretendia incluir os direitos da população LGBT nas políticas de minorias do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.



Segundo a proposta, que foi rejeitada por partidos do centrão e da base governista, a pasta chefiada pela ministra Damares Alves deveria se responsabilizar pelas diretrizes do poder público também para essa minoria. A emenda modificava o artigo 43 da MP.


CONFIRA E GUARDE A LISTA DOS DEPUTADOS CEARENSES QUE VOTARAM CONTRA NÓS E DÊ O TROCO NAS ELEIÇÕES:


DR. JAZIEL (PL)
EDUARDO BISMARCK (PDT)
GENECIAS NORONHA (SOLIDARIEDADE)
HEITOR FREIRE (PSL)
JUNIOR MANO (PL)
PEDRO BEZERRA (PTB)
RONALDO MARTINS (REPUBLICANOS)
VAIDON OLIVEIRA (PROS)
ROBERTO PESSOA ( PSDB)

EM PROTESTO NA SPFW MODELO TRANS MOSTRA AS CICATRIZES DEIXADAS PELA MASTECTOMIA


O modelo Sam Porto é um dos mais requisitados para desfiles na São Paulo Fashion Week, fez um emocionante protesto contra a transfobia, durante o desfile da grife Cavalera. Sam desfilou de camisa aberta exibido com orgulho as cicatrizes deixadas pela mastectomia e a frase “Respeito Trans”.

Sam conta que no começo tinha medo de ser confundido com uma pessoa andrógena e ser colocado com o casting de mulheres.

Sam deixou a sua cidade natal Brasília e começou a tomar hormônios e fez a mastectomia e a dois anos trabalha como modelo na agência Rock MGT. Quando surgiu o convite para modelar, exigiu ser apresentado como homem transgênero.

CHÁ DAS QUINTAS COM YARAH SAMPAIO, MISS GAY CONJUNTO CEARÁ POR TATIANA HILUX


TATIANA HILUX - QUE PRAZER PODER RECEBER UMA MISS CONJUNTO CE EM MEU BLOG... SEJA BEM-VINDA, YARA SAMPAIO. ME FALA COMO ANDA O REINADO E A SUA AGENDA.

YARA: Olá Tatiana tudo bem?! É um grande prazer está aqui no Onix, então, o reinado como Miss Gay Conj. Ceará está sendo algo muito positivo para a carreira do meu personagem, é algo satisfatório para meu “EGO” já que em 2017 tive uma grande chance de pisar na passarela mais desejada do estado que era um grande sonho para mim só que em seguida tive a necessidade de explorar outros horizontes. Tendo em vista que o sonho não tinha acabado, decidi voltar com total foco e vamos mostrar um trabalho lindíssimo na noite do Top Gay Ce 2020.

HILUX - VOCÊ JÁ TEM UM TÍTULO NACIONAL, MISS GLAMOUR WORLD BRASIL, CORRETO? CONTA UM POUCO DA SUA TRAJETÓRIA NAS PASSARELAS...

YARA: Sim... em 2017 tive o prazer de fazer parte do seleto grupo de candidatas que fizeram o evento acontecer, obtendo assim o 2• lugar, sendo a vencedora a representante do estado de Pernambuco, a digníssima (Íris Prada). Tudo começou com minha Drag que almejava um título de grande representatividade aqui na nossa Cidade, Fortaleza, TOP DRAG DIViNE 2015, depois disso decidi explorar o universo miss sendo eleita Miss Gay João XXIII 2017 na Coordenação De Matheus Alencar. Dei um grande tempo até voltar às passarelas com vigor total para concorrer e ser eleita Miss Gay Conj. Ceará na Coordenação de Ricardo Lamê e hoje em preparação para o Top Gay Ceará 2020.

HILUX - ALÉM DE MISS VOCÊ É UMA EXÍMIA DUBLADORA. QUAIS CANTORAS MAIS TE ENCANTAM E PORQUÊ?

YARA: Obrigado pela carinho... Sou apaixonada por Divas da Música internacional como Celine Dion, Whitney Houston, Lady Gaga, Jennifer Hudson entre várias outras que se eu for falar... Essas são as cantoras que além de inspiração para mim e para todo mundo são exemplo de mulheres fortes e independentes que conquistaram o mundo.

HILUX - SÃO JOÃO FAZ A CABEÇA DE MUITA GENTE E TEM UM PESO IMENSO NA SUA VIDA. COMENTE UM POUCO SOBRE A SUA TRAJETÓRIA JUNINA.

YARA: Sim ... Rs ah o São João, eu Sou apaixonada por essa festa contagiante e colorida é uma festa que acolhe e apoia muito a comunidade LGBTQ+. Bom, Já Passei por Zé Moringa onde fiquei 4 anos, foi lá onde tudo começou. Tom Gil, na qual fiz parte por 3 anos e fui eleita a melhor RAINHA G DO CEARA FEQUAJUCE no ano de 2016 pela a junina e fui pro Rio de Janeiro representar o Ceará, fiquei em quinto lugar e (Filhos Do Sertão) na qual fiz parte este ano de 2019 próximo não estarei dentro de quadra por motivos de força maior que será minha participação no Top Gay CE 2020 que precisa de total foco e atenção

HILUX - VOCÊ PENSA EM SER TRANS UM DIA?

 YARA: Bom, quem sabe um dia, mas por enquanto estou bem feliz comigo mesmo e com meu corpo, por enquanto não sinto necessidade alguma de mudar em nada, acredito que intervenções cirúrgicas não falem de fato quem eu sou. Sou Yarah, mas também sou Gutierre, gosto de viver de ambas as formas me sinto feliz e bem resolvido nesse ponto.

HILUX - FAMÍLIA DE MISS É MUITO UNIDA. QUEM MAIS APOIA VOCÊ NO TRANSFORMISMO?

YARA: A minha família é minha melhor parte todos me apoiam e sempre estão na torcida para a conquista de algo sem medir esforços para me ajudar seja como for, quem mais me apoia nesse meio é o amor da minha vida minha mãe que vez ou outra posta algo me apoiando e declarando amor por mim nas redes sociais.

HILUX - DEIXE SUAS MENSAGENS FINAIS E OBRIGADA DESDE JÁ PELO SEU TEMPO E ATENÇÃO.

YARA: quero primeiramente agradecer aqui pelo carinho e atenção por ter aberto esse espaço aqui para eu falar um pouco sobre mim aos leitores do Chá Das Quintas, então eu queria registrar minha passagem aqui com uma mensagem positiva: “Coloque seu melhor sorriso no rosto e enfrente a vida, as pessoas sempre irão te criticar, mas nunca vão saber as lutas que se escondem por trás do seu lindo sorriso. ” Beijos no coração de todos da Miss Gay Conj. Ceará 2019!

JOICE FAZ ATAQUE HOMOFÓBICO A FILIPE MARTINS: “RESPEITO OS ‘VIADOS’ ASSUMIDOS. FROUXO É FROUXO”

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) apelou para o ataque homofóbico contra o assessor especial da Presidência, Filipe Martins, um dos principais articuladores do escritor Olavo de Carvalho no governo Jair Bolsonaro, em meio à guerra interna no PSL. 


Após o assessor afirmar que a manobra para colocar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) na liderança do PSL, na noite desta quarta-feira 16, foi uma “escolha” e não um “eco”, a parlamentar chamou o colega de “frouxo”.
“Respeito os 'viados' assumidos. Os que são corajosos. Os que se escondem no conservadorismo, fazem pinta de machões escondidos em suas pseudos canetas e ficam mandando indiretas como se fosse 'machos' não merecem meu respeito. Frouxo é frouxo, não importa o posto que tenha”, tuitou Joice.
Douglas Garcia, deputado estadual pelo PSL em São Paulo, rebateu a publicação, dizendo que Joice teve “mais de um milhão de votos para ser fiscal da vida íntima dos outros”. Ele também recebeu o troco da deputada após a postagem.
"Agora o Congresso tem uma parlamentar que se preocupa com a saída do armário alheia. Basicamente ela disse que só os "viados" assumidos podem ser machos, os discretos não. Vejam só: mais de um milhão de votos para ser fiscal da vida íntima dos outros", disse.
“Sentiu o baque, mona?”, tuitou Joice.

Fonte:Brasil 247

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

PAI E MÃE PRESTAM HOMENAGEM A FILHO LGBT EM FESTA DE ANIVERSÁRIO

A foto do parabéns foi registrada e rapidamente compartilhada nas redes sociais. Os internautas escreveram mensagens de apoio aos pais de Ryan.

"Família maravilhosa", "Que gesto lindo" e "Que amor" foram os principais comentários.



Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Pérolla Lee (@perollalee) a

A imagem também foi compartilhada pela jornalista Maíra Azevedo, colaboradora do Encontro com Fátima Bernardes, no Instagram. Ela aproveitou a oportunidade para falar sobre a importância de ressignificar o termo 'viado'.

"É importante e é fundamental que pessoas LGBTQI+ possam ter apoio, carinho e afeto de suas famílias! Que termos usados de forma pejorativa possam ser ressignificados para apenas expressar que toda forma de amor vale a pena", afirmou.

Na semana passada, em São Caetano do Sul, na grande São Paulo, Richard Alcântara, que é trans, também foi homenageado pela família. Ele costuma andar sem camiseta e cobrindo os mamilos, pois ainda não fez a cirurgia de retirada dos seios. Os outros homens da família decidiram imitá-lo para mostrar que todos são iguais a ele, independentemente de terem nascido ou não com o sexo biológico masculino.

Fonte: Terra

EDUARDO BOLSONARO TENTA IRONIZAR SIGLA LGBT, MAS VIRA PIADA


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) virou motivo de piada na internet após publicar uma imagem vestindo uma camiseta que ironiza a sigla LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). “O conceito de LGBT foi atualizado com sucesso”, afirmou o Zero Três, exibindo as mesmas letras, mas com referências, em inglês, a Liberty (Liberdade), Guns (Armas), Bolsonaro e Trump.
O parlamentar exibiu a camiseta durante a conferência conservadora CPAC e, segundo ele, foi um presente de uma equatoriana que mora na Argentina. “Curtiram?”, questionou. Logo após a publicação, os usuários das redes sociais caçoaram da publicação com um alerta de que o parlamentar havia esquecido da letra Q. De Queiroz.

PLENÁRIO REJEITA INCLUSÃO DE LGBTS E OUTRAS MINORIAS EM POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou por 284 votos a 114, emenda do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) à Medida Provisória 886/19 que pretendia incluir os direitos das minorias étnicas e sociais e da população LGBTI nas políticas e diretrizes de direitos humanos, a cargo do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.


terça-feira, 15 de outubro de 2019

DEDIANE SOUZA ASSUME A COORDENADORIA ESPECIAL DE DIVERSIDADE SEXUAL DA PREFEITURA DE FORTALEZA

A Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SDHDS, será conduzida por  Dediane Souza, Travesti, Jornalista e Ativista da Rede Trans Brasil. Integrou a equipe na função de coordenadora executiva da pasta até 04 de outubro de 2019.
A convite do Paço Municipal o ex-coordenador Paulo Diógenes passou a integrar outra função na administração púbica municipal e Dediane Souza assume a função de Coordenadora Especial da pasta que trata da temática LGBT na Prefeitura Municipal de Fortaleza.

“Nós que fazemos a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual temos o compromisso de fortalecer as iniciativas, as ações e as estratégias de combate a LGBTfobia na cidade de Fortaleza.” Afirmou, Dediane Souza.

Perfil da Dediane Souza:

Travesti, Negra, graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, 31 anos, foi diretora do Grupo de Resistência Asa Branca – GRAB onde coordenou diversas inciativas no campo de Direitos Humanos LGBT e Prevenção ao HIV, ISTs e Aids e conselheira Nacional de Juventude de 2014 a 2016. Coordenou a Rede de Proteção e Promoção da Cidadania LGBT da cidade de São Paulo e atualmente é Diretora do Sindicato dos Jornalistas profissionais do Estado do Ceará.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

GAYS MORREM DE AIDS NA ÁFRICA POR CAUSA DE LEIS HOMOFÓBICAS, MOSTRA ESTUDO

NAIRÓBI (Thomson Reuters Foundation) - Milhares de homens homossexuais na África provavelmente estão morrendo de doenças relacionadas ao HIV todos os anos devido a leis homofóbicas que abafam suas chances de serem testados e tratados, disseram pesquisadores de um estudo publicado nesta segunda-feira na revista The Lancet HIV.

Um estudo dos dados de 45.000 homossexuais em 28 países africanos, incluindo Quênia, Malawi e Nigéria, mostrou que apenas um em cada quatro com HIV estava tomando medicação.
Metade fez teste de HIV/Aids nos últimos 12 meses, e os pesquisadores disseram que as baixas taxas se devem a leis anti-LGBT+ em muitos países africanos que promoveram estigma e discriminação e negligenciaram programas de HIV/Aids direcionados a homens gays.
“Descobrimos que países que tinham leis anti-LGBT mais repressivas ou penas mais severas para relações entre pessoas do mesmo sexo tinham níveis mais baixos de tests para HIV", disse Kate Mitchell, uma das pesquisadoras do Imperial College de Londres que participou do estudo.
"Alguns estudos sugeriram que isso se devia ao estigma. Mais pesquisas são necessárias para verificar se, caso essas leis sejam revogadas, mais homens gays serão testados e tratados."
Segundo a Organização das Nações Unidas, cerca de 470.000 pessoas com HIV na África ainda morrem todos os anos porque não podem ou não conseguem testes e acesso ao tratamento, representando mais de 60% de todas as mortes relacionadas ao HIV no mundo.
Embora não haja dados oficiais sobre o número de mortes de homens que fazem sexo com homens, Mitchell disse que seria justo estimar que milhares de homossexuais que desconheciam ou não podiam obter medicação morrem todos os anos.
Por Nita Bhalla 
FONTE: EXTRA

GOVERNO DO AM SANCIONA LEI QUE GARANTE USO DO NOME SOCIAL A TRAVESTIS E TRANSEXUAIS

No Amazonas, pessoas transexuais e travestis agora têm o direito ao uso do nome social nos órgãos e entidades da administração pública do Estado. A garantia foi sancionada pelo Governo do Amazonas, no último dia 4 de outubro, por meio da Lei nº 4.946.

Conforme a lei, entende-se por nome social aquele pelo qual a pessoa travesti ou transexual prefira ser chamada no dia a dia, e como se reconhece e é identificada no meio social.

O campo “nome social” deve aparecer nos registros de informação, cadastros, programas, serviços, fichas de formulários, prontuários e congêneres dos órgãos e entidades da administração pública.
De acordo com a titular da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Caroline Braz, a sanção da Lei oferece cidadania e promoção de direitos.

“A segurança nome social é um direito que promove dignidade e, além disso, o pertencimento. Todo mundo merece ser chamado pelo nome que deseja e agora, no Amazonas, esse desejo é garantido por Lei”, destaca.” O Governo do Amazonas, por meio da Sejusc, vem trabalhando para que os direitos fundamentais do cidadão sejam garantidos”.

A pessoa que passar a usar o nome social poderá solicitar a inclusão ou modificação de seu registro a qualquer tempo que lhe seja conveniente. O cidadão deverá, desde o momento da solicitação, ser chamado pelo nome social, e não cabe o deferimento ou não do pedido.

Diversidade e Gênero – A Sejusc dispõe de uma gerência de Diversidade e Gênero, que tem como principal atividade coordenar a elaboração e implementação dos planos, programas e projetos relacionados aos direitos de LGBTs em âmbito estadual, bem como articular ações junto aos demais órgãos do Poder Público e Sociedade Civil Organizada.

Atualmente, o órgão está mediando a formação do Conselho Estadual de Combate à Discriminação LGBT do Amazonas, que contará com a participação de diversos órgãos do Estado e Sociedade Civil.

‘TIME’ ELEGE PABLLO VITTAR ‘LÍDER DA PRÓXIMA GERAÇÃO’

A revista Time incluiu nesta quinta-feira, 10, em sua lista bianual a drag queen e ativista LGBT+ brasileira Pabllo Vittar como uma das dez pessoas jovens que estão “mudando o mundo”.

Pabllo, de 24 anos, foi incluída ao lado de outras estrelas em ascensão no mundo, como o rapper britânico Stormzy, na seleção 'Next Generation Leaders' (Líderes da Próxima Geração).
De acordo com a publicação, a drag queen “se estabeleceu como alguém a ser admirado em muitas frentes, usando sua plataforma como estrela musical para exigir igualdade para comunidades LGBT no Brasil e além”. 
Pabllo, que se identifica como gay e genderfluid, se tornou uma sensação na internet nos últimos anos, conquistando meio bilhão de reproduções no Spotify e um bilhão de visualizações no Youtube, além de somar nove milhões de seguidores no Instagram.


quinta-feira, 10 de outubro de 2019

“NÃO VIREI SAPATÃO PORQUE MEUS PAIS SÃO GAYS”, EXPLICA ÁGATA DE AVENIDA BRASIL

A atriz Ana Karolina Lannes, a Ágata de Avenida Brasil, participou de um bate papo nesta quarta-feira (9) com os apresentadores do programa ‘Se Joga’, da Globo. Durante a conversa, a jovem de 19 que é homossexual assumida contou que temeu pela repercussão negativa quando o assunto repetiu na imprensa por ela ter sido criada por um tio gay e o marido dele.
“Quando eu me assumi para os meus pais [o tio e o marido que a criaram], foi tranquilo, eu sabia que seria um ambiente de amor. Eles tiveram a preocupação, claro, de que eu sofresse com coisas que provavelmente eles já sofreram, mas o meu maior medo foi quando a minha homossexualidade saiu na mídia, porque o meu maior medo era que os meus pais sofressem críticas por causa disso. ‘Virou sapatão porque os pais são gays’, e não tem nada a ver, senão não existiriam gays com pais héteros. Meu maior medo sempre foi esse. Quando eu consegui separar isso, mostrei que a única interferência dos meus pais homossexuais na minha homossexualidade foi o quanto eu me aceito e o quanto eles me aceitaram”, afirmou Karol.
Após a fala, a apresentadora Fernanda Gentil elogiou a postura de Karol que apesar da pouca idade se mostra bem resolvida com a situação. “Nossa, como fala bem, né? Tomara que a gente chegue um dia a esse ponto e falar de um assunto desse como fala de uma garrafa d’água. Uma coisa tão natural, desenvolta”.
Fonte: ISTO É