quinta-feira, 6 de junho de 2019

CHÁ DAS QUINTAS – CANDICE KAY


Depois de umas semanas super atarefadas, estou voltando com o Chá das Quintas e a minha convidada é da terra da garoa, SP, com vocês miss Candice Kay.

HILUX - É UMA HONRA RECEBER UMA PERSONALIDADE MARCANTE DA NOITE PAULISTANA NA MINHA COLUNA, COM VOCÊS: CANDICE KAY. CONTA COMO VAI ESSE SUCESSO, MENINA? ONDE VC É RESIDENTE AGORA?

 CANDICE - Sucesso pra mim é a soma de muitos anos de trabalho, toda essa correria... É ter humildade, saber conviver, tá sempre fazendo um trabalho legal. Sempre tratando bem o público, tudo isso pra mim é o sucesso. Agora eu sou residente no bar QUEEN, mas onde me chamam eu vou. Amo o meu trabalho.

HILUX - TE ACOMPANHO HÁ UM BOM TEMPO E VALE RESSALTAR QUE VÁRIAS MENINAS NEM MAIS SE MONTAM. COMO VOCÊ DEFINE A NOITE DE SP ATUALMENTE?

CANDICE – Olha Tati, eu já vi muitas pessoas talentosíssimas pararem de se montar por que muitas querem que tudo isso seja um sonho de “pronta entrega”, vamos dizer assim... Não querem investir, querem subir no palco de graça pra fazer show, logo na sequencia já querem ser famosas, querem ser convidadas pra fazer parte no cast de uma casa, já querem ser concorrentes das pioneiras, daquelas que sofreram que fizeram história... Primeiro temos que fazer o nosso nome, você não faz seu nome da noite para o dia. Você tem que tá ali somando, matando um leão por dia. Vi muitas em carreiras meteóricas, hoje são poucas que vivem de shows como eu, trabalhando dignamente e eu não vejo isso como cultura drag não, sabe. Tudo é arte. A noite de SP é difícil, como é difícil a noite de Fortaleza, de Recife, como é difícil estar na Record, na rede Globo, enfim... Tem que ter talento, sorte e muito carisma, aí você consegue se manter.

HILUX - QUEM TE INSPIROU A SER DRAG? COMO TUDO ISSO SURGIU NA SUA VIDA?

CANDICE – Não me inspirei em ninguém. Tento sempre me atualizar, se todas estão batendo o pé, eu bato o pé, se todas estão tirando a calcinha, eu tiro a calcinha também... No começo eu fazia Michael Jackson para uma agência fora do meio e por coincidência eu fui fazer um trabalho e lá estava Léo Áquila. Ela era diretor artístico de uma casa e acabou me convidando para eu performar. Isso faz muitos anos, muitos anos mesmo, Léo ainda era um rapazinho. Acabei ficando fixas às quartas-feiras e fui conseguindo meu espaço, mostrando trabalho e depois fui paras as quintas e depois sextas. Acabei fazendo também os sábados que era o melhor dia da casa. Daí, fui indicada para fazer show na Nostromondo e fiz show com Victor Piercing, Lyza Bombom e todas que estão aí na noite. Não me inspirei em nenhuma, tive um personagem diferente, né, comecei como Michael e depois fui pra drag, mas não quis ser a colorida, não quis ser aquela espalhafatosa e busquei a diferença e comecei a usar as luzinhas. O meu diferencial foi usar as luzes de led no corpo. Há vinte anos atrás eu já usava led e tem gente que acha que é uma novidade. Eu fui a pioneira no led, máscara de led, tudo... Eu era a Rainha do led e foi isso o que fez o meu diferencial e ser chamada para me apresentar e me manteve no palco. Lógico que ser humilde, ter talento, ser carismática e gostar de trabalhar com o povo, ser eu mesma.

HILUX - VOCÊ JÁ PASSOU POR ALGUM MOMENTO DE SAIA JUSTA NO PALCO? SE PUDER CONTA PRA GENTE.

CANDICE – Nunca passei por nenhuma saia justa, sabe nunca me confundiram com fulano, com cicrano etc... Nunca erraram meu nome, nem caiu peruca, nem escorreguei... Até hoje nada disso ocorreu, mas se um dia acontecer eu vou me sair muito bem.

HILUX - FALA PRA GENTE UM POUCO DO RAPAZ POR TRAZ DA MAKE UP. QUEM VOCÊ É #OUTOFDRAG?

CANDICE – Não existe mais o rapaz por trás da personagem, eu sou a própria personagem. Eu sou a Candice Kay vinte e quatro horas. Tá muito na moda as pessoas dizerem que vivem do seu personagem drag, que vivem da sua drag, mas eu sou Candice, montada, desmontada... Nem meu nome mesmo de nascimento eu lembro e é isso, não existe um rapaz por trás, existe a Candice Kay desmontada. Quando vou trabalhar eu estou maquiada, em casa sou a Candice sem maquiagem.

HILUX - VOCÊ TEM PLANOS PARA ESSE ANO AINDA QUE POSSA COMPARTILHAR CONOSCO NO CE?

CANDICE – Tatiana eu vou te falar uma coisa. Eu não faço planos, sabe... Tudo que eu tenho, que consegui foi no tempo certo, sem nada. Meu plano é simples, trabalhar dia a dia sem querer puxar o tapete de ninguém, não almejo o lugar de ninguém. Graças a Deus já viajei bastante, conheço o Brasil todo, inclusive em Fortaleza já fiz show na boate Kiss, alguns países da América do Sul, já fui pra Europa também e é isso. Tratar todo mundo bem, respeitar as pessoas e viver em paz.

HILUX - DEIXA UMA MENSAGEM A TODOS QUE IRÃO LER SUA ENTREVISTA. AGRADEÇO IMENSAMENTE SUA DISPONIBILIDADE E ATENÇÃO, BEIJOS DA TATI HILUX.

CANDICE – O que mais desejo é que as pessoas respeitem mais os outros, que tenhamos mais amor no coração e eu quero que todos sejam felizes, façam o seu melhor sem desmerecer ninguém. Ter atitude, foco, fé, sem almejar nada de ninguém. O que jogamos para o universo a gente colhe de volta. Eu tenho 31 anos de noite em SP e sou muito feliz vivendo da minha profissão. É isso, obrigada você também, muito simpática e vamos que vamos... Vida que segue.

Por Tatiana Hilux

Nenhum comentário:

Postar um comentário