sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

ENTREVISTA EXCLUSIVA! RICARDO DIONE REVELA TODAS AS MUDANÇAS NO MISS GAY CEARÁ 2014.

Em uma entrevista exclusiva à Diva Layla Sah, o promoter Ricardo Dione que a 30 anos realiza o Miss Gay Ceará revela detalhes da esperada edição 2014 do evento e esclarece duvidas sobre as novidades e revela detalhes do grandioso espetáculo que acontece no dia 12 de janeiro.

EMILLY NEGRA SERÁ A REPRESENTANTE DO VILA UNIÃO NO TOP GAY CEARÁ 2014

Aconteceu no último sábado 07 de dezembro, o Miss Gay Vila União e a bela Emilly Negra foi a grande vencedora, conquistando a vaga no Top Gay Ceará 2014.

Emilly obteve uma vitória inquestionável e a organização do evento está de parabéns pois sabemos o quanto é dificultoso se organizar um evento voltado ao público gay e ao se propor a resgatar o Miss Gay Vila União que inclusive chegou ao titulo de Top Gay Ceará em 2010 com Lyhana Saron, que este ano não pode passar a faixa por está residindo atualmente em São Paulo, sendo substituída pela atual Top Gay Ceará Naara Vuitton Di Layser que fez show e coroou Emilly Negra como a grande vencedora da noite os meninos já merecem todos os nossos elogios e parabéns.
Fica nossos aplausos para a vencedora da noite, para a organização do evento e que a Coordenadoria da Diversidade Sexual da Prefeitura de Fortaleza que foi amplamente divulgada como apoiadora do evento comece a realmente dar o suporte necessário a todos os concursos de beleza gay de nossa capital.

CANTORA LADY GAGA PEDE BOICOTE AOS JOGOS OLÍMPICOS DE SOCHI

A lei 'antigay' russa continua gerando desaprovação às vésperas dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, em fevereiro. Desta vez, foi a estrela americana Lady Gaga quem criticou abertamente e posição do governo russo e defendeu um boicote ao evento do ano que vem. Durante sua participação em um programa de entrevista britânico, a cantora criticou duramente a forma como lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais são tratadas e tratados na Rússia.

"Para ser honesta, acho que não devemos ir para as Olimpíadas mesmo. Eu acho que é absolutamente errado tantos países enviarem dinheiro para um país que não apoia os gays" disse Gaga. 

Questionada sobre a possibilidade de excluir a Rússia em sua próxima turnê mundial de shows, Gaga mostrou bom humor. A cantora acredita que não poderá voltar a se apresentar no país, já que no ano passado fez um discurso a favor dos direitos LGBT durante sua performance em Moscou. 

"Não acredito que possa voltar. Eu gritei 'sou gay, me prenda' na última vez que estive lá" brincou. 

Confirmada pelo governo russo no fim de julho, a controversa lei 'antigay', que proíbe propagandas positivas LGBT no país, é uma das maiores preocupações dos organizadores dos Jogos de Inverno. A regra norma diz que estrangeiros podem ser multados em até 100 mil rublos, o equivalente a R$ 6 mil, presos por 15 dias e deportados e gerou revolta mundial. Na semana passada, o presidente da Alemanha, Joachim Gauck se tornou a primeira grande figura a boicotar as Olimpíadas.

Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach disse que os atletas devem evitar qualquer tipo de discurso polêmico durante os Jogos. Ele prefere proteger os competidores de se envolverem em problemas durante o evento de fevereiro.

"Como um atleta, você não quer se confrontado com qualquer política controversa durante os jogos. Eu sei pela minha experiência" disse Bach, que é ex-atleta olímpico, à rede 'BBC'. 

O COI pretende elaborar uma carta para enviar aos atletas e já pediu aos russos para esclarecer como a lei pode afetar as Olimpíadas.