O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

MORRE A ATIVISTA WELLUMA BROWN, ÚNICA TRAVESTI A SER CHACRETE

 Ícone na luta em prol da comunidade trans e única travesti a ser chacrete nos anos 70, Welluma Brown morreu na última sexta-feira, 11, vítima de queimaduras em um acidente doméstico. Ela chegou a ser internada, mas não resistiu aos ferimentos. Seu corpo foi sepultado na segunda-feira, 14, às 14h, no Cemitério do Caju, mas a história de luta e arte da   permanece nos corações dos fãs, admiradores e amigos.

“Só exijo uma coisa: respeito”. Essa era uma das reivindicações de Welluma, que nos últimos anos de vida atuou fortemente como militante da causa trans. Era vice-presidente da Associação de Travestis e Transexuais do Estado do 
, conselheira da ética da Associação Brasileira de LGBTTI e conselheira fiscal da Articulação Nacional de Travestis e Transexuais.
O tato diante dos problemas, a crítica diante do óbvio, a veia artística e as chagas que carrega no corpo – afinal, inúmeras vezes foi vítima de transfobia – se uniram à conscientização e realização de importantes projetos. Tanto que, unida à Claudia Celeste (primeira atriz trans a fazer uma novela no  ), Welluma deixou engatado o Instituto Associativo Brasileiro de Entretenimento e Cultura LGBT, que visa ressaltar a cultura LGBT e rememorar os grandes e luxuosos shows de travesti.

Na carreira artística, esbanjou talento nos palcos, brilhou como diretora da 
 de espetáculos “Le Galaxie”, em Paris, e se tornou parte da história da televisão brasileira, ao entrar para o elenco das chacretes, as cobiçadas assistente de palco do programa “A Buzina do Chacrinha”, da  Tupi, nos anos 70. Durante sua rápida permanência, ninguém suspeitava que aquela moça alta e bonita era na verdade uma travesti. O nome Welluma foi dado pela atriz Elke Maravilha, jurada do programa.
Com informações: G1

DIVAS 3ª GERAÇÃO! LYHANNA SARON


Versatilidade é a palavra certa para definir Lyhanna Saron, afinal estamos falando de uma artista que se permite ousar e mostra talento em todos os segmentos da cultura LGBT, se não vejamos:
Lyhanna já se mostrou uma vitoriosa no quesito beleza gay e nas passarelas de nosso estado, conquistou e ostenta com orgulho os títulos de Miss Glamour Gay Vila União, Miss Gay Messejana e o cobiçado Top Gay Ceará.
Como transformista é conhecida por suas performances cheias de talento e sua dublagem perfeita além de suas performances como Drag Queen aonde une a dublagem e um bate-cabelo poderoso.
Nos dias 01, 02 e 03 de Fevereiro Lyhanna Saron, será aclamada e entrará para a história como a primeira Top Diva da Boate Divine, já que temos outras divas que brilharam nas passarelas como a Miss Diva Adma Shiva e Yasmin Hilton, mas ela é a primeira Top Gay Ceará a receber o reconhecimento Maximo da Divine, por seu trabalho e diga-se de passagem com todo o merecimento.
Confira o talento de Lyhanna Saron que em 2010 encantou a todos com uma performance de Drag Queen no lançamento do concurso Miss Gay Messejana daquele ano.