O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

O PORTAL LGBTI+ DO CEARÁ

sexta-feira, 24 de maio de 2019

O DONO DO PEDAÇO! REYNALDO GIANECCHINI ESTRÉIA NA NOVELA DAS 9 COM BUMBUM DE FORA E QUEBRA A INTERNET

Vai bem dizer que não babou...
No cápitulo desta quinta-feira 23 da novela "A Dona do Pedaço" da Rede Globo, ator Reynaldo Gianecchini fez a estréia de seu personagem o playboy Régis e deixou o público eufórico com o nude de seu personagem.

Na cena ele entra no chuveiro para tomar um banho e a camêra propositalmente mostrou parte do bumbum do galã.

"Eita papai.. Obrigado Rede Globo" Twitou um internauta mais assanhadinho e o assunto tomou conta da internet.

A CAMALEOA ESTÁ DE VOLTA

No domingo 02 de junho a eterna Camaleoa Flúor, Satyne Haddukan, vai estar de volta aos palcos para a alegria de sua legião de fãs e admiradores.

Na primeira década dos anos 2000, Satyne sem sombra de dúvidas foi a maior referência do Ceará quando se falava em Drag Queen.


A camaleoa Flúor abriu portas no Sul do país e ainda hoje é referência para artistas de lá. Satyne volta aos palcos em grande estilo ao assumir o comando de mais uma edição do DRAG NIGHT, especial que abre espaço para as drags cearenses no palco da boate Level.

Na verdade este retortno de Satynne aos palcos deveria ter acontecido durante o Halloween 2018 na Level, mas infelizmente um acidente adiou, esta tão esperada volta.

"Para nós é uma alegria e uma honra imensa ter a Satyne apresentando e performando em nosso projeto Drag Night, afinal uma artista da importância dela para a cena queen de nosso estado, não pode ficar de fora dos palcos." Declarou Vladimir Libério do portal Onix. 


É CRIME SIM! MAIORIA DO STF DECIDE CRIMINALIZAR A HOMOFOBIA

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF)considera que a homofobia é crime, equiparando as penas por ofensas a homossexuais e a transexuais às previstas na lei contra o racismo. Uma das principais reivindicações de militantes LGBT no país, o tema chegou à Corte por meio de duas ações, movidas pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Intersexos (ABGLT) e o Partido Popular Socialista (PPS), em 2012 e 2013, respectivamente. O julgamento foi iniciado em fevereiro e, embora seis dos onze ministros já tenham votado pela penalização do crime com até três anos de prisão, a discussão foi suspensa antes de chegar ao fim, e deve ser retomada no próximo dia 5 de junho.

Num país clivado pela polarização política e pela "guerra cultural" entre progressistas e bolsonaristas, o debate no Supremo se transformou em mais um capítulo da disputa entre parte do Legislativo e a cúpula do Judiciário. Expoentes da bancada conservadora no Congresso, empoderados com a chegada do Governo ultradireitista de Bolsonaro ao Planalto, acusam a Corte de querer legislar em temas de costumes, sem ter poder para tal, enquanto os magistrados argumentam que têm independência para fazê-lo e que é dever do Judiciário proteger as minorias sociais. As ações em julgamento acabam tocando diretamente no ponto: elas pedem a fixação de um prazo para que seja criada uma lei específica para os crimes de homofobia. Ou seja: pedem que o STF inste o Parlamento a criar uma legislação e, até lá, estabeleça uma tipificação provisória. Apesar da maioria formada sobre o criminalização da homofobia, o STF ainda não deliberou sobre esse prazo.

A sessão desta quinta começou discutindo justamente se o Supremo deveria avançar no debate sobre a homofobia ou esperar pelo Parlamento. O motivo é que o julgamento ocorreu justamente um dia depois de avançar no Senado um projeto sobre o mesmo tema. Na quarta-feira, e tendo no horizonte a votação na Corte, foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o PL 672/2019, que prevê incluir na Lei de Racismo a discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero. Minutos antes da retomada da discussão no Supremo, o Senado enviou ao tribunal uma petição demonstrando que o tema já estava sendo apreciado no Congresso.

O presidente da Corte, Antonio Dias Toffoli, decidiu então colocar a questão em votação: julgar ou esperar os congressistas? "A preservação da integridade física e moral das pessoas não deve esperar", defendeu o ministro Luís Roberto Barroso. "Quem é atacado e discriminado tem pressa", completou. Já Toffoli, a favor da interrupção do julgamento, defendeu inclusive que a discussão sobre homofobia já havia causado efeito na redução da violência contra esse grupo. “Ao que tudo indica, já houve diminuição nas agressões e na violência”, afirmou, sem citar números. A tentativa de Toffoli de não acirrar ainda mais os ânimos com os conservadores do Congresso falhou. Por 9 a 2, o julgamento foi retomado. 
Durante a sessão, o decano do STF, Celso de Mello, decidiu responder diretamente aos parlamentares conservadores que pedem seu impeachment justamente porque ele e outros três magistrados votaram para criminalizar a homofobia. O pedido de destituição foi feito pela deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF), uma das entusiastas da mobilização pró-Governo Bolsonaro marcada para o próximo domingo e que tem como um alvo das críticas o próprio Supremo. Mello disse que o pedido de impeachment era "manifestação de superlativa intolerância por parte dos denunciantes". “Sem juízes independentes não há cidadãos livres", afirmou.
Fonte: ELPAÍS

quarta-feira, 22 de maio de 2019

CAPA DE REVISTA GAY ATACANTE FRANCES GRIEZMANN DIZ: ‘HOMOFOBIA NÃO É OPINIÃO, É CRIME’

O atacante francês Antoine Griezmann foi capa da edição da última terça-feira, 21, da revista francesa Têtu, voltada para o público LGBT do país. Depois de anunciar saída do Atlético de Madri, o jogador de 28 anos repudiou a homofobia e revelou ser capaz de parar uma partida, caso ouvisse ofensas homofóbicas contra algum atleta.

“A homofobia não é uma opinião, é crime. Agora, se um jogador disser palavras homofóbicas no campo, acho que eu pararia a partida. Isso precisa mudar. Os estádios não são muito acolhedores para homossexuais, há vários cantos homofóbicos. Isso é inaceitável e acabamos pagando por essa agressividade”, declarou o atacante.

Griezmann é um dos poucos jogadores a apoiar o movimento LGBT e cobrou as federações para que proponham mudanças. “Na seleção, se alguém revelasse ser gay, talvez não tivesse o apoio de todos do time, mas eu estaria a seu lado. A federação francesa, das ligas e dirigentes dos clubes também devem levar esse tema a sério. O futebol é bonito, não pode ter essa imagem homofóbica. Mas é mais profundo do que isso. Precisamos educar nossos filhos para que cresçam em um mundo menos preconceituoso e sexista”, finalizou.

O atacante fez sua última partida e gol pelo Atlético de Madri na última terça, na derrota por 2 a 1 para o Beitar Jerusalém, em amistoso. Griezmann ainda está sem clube, mas negocia ida para o Barcelona, segundo os principais jornais espanhóis. Ele marcou 130 gols em 256 partidas com a camisa do Atlético e ajudou a seleção francesa a conquistar o título da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

Fonte:Placar

CRIMINALIZAÇÃO DA LGBTFOBIA AVANÇA NO SENADO

Um dia antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) retomar o julgamento da criminalização da homofobia, avançou no Senado uma proposta para incluir na Lei de Racismo a discriminação por orientação sexual ou de identidade de gênero. O PL 672/ 2019 foi aprovado nesta quarta-feira (22) em caráter terminativo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Porém, como o texto aprovado é um substitutivo, ainda precisará passar por turno suplementar na CCJ.

Apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA), o projeto aprovado na CCJ é um texto alternativo do relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que propôs a criminalização das tentativas de se proibir manifestações públicas de afeto. Conforme a proposta, quem “impedir ou restringir a manifestação razoável de afetividade de qualquer pessoa em local público ou privado aberto ao público”, ressalvados os templos religiosos, poderá ser punido com a penas de um a três anos de reclusão.

O texto alternativo também acrescentou os termos “intolerância” (outra forma de manifestação dessa prática criminosa, ao lado da discriminação e do preconceito) e “sexo” (outro fator motivador do delito, ao lado de raça, cor, etnia, religião e procedência nacional) nos dispositivos alterados na Lei do Racismo.

— O projeto foi concebido dentro de um equilíbrio, respeitando a liberdade religiosa e o espaço dos templos, mas modernizando nossa legislação e evitando que outros Poderes, no caso o Poder Judiciário, legisle no nosso lugar — defendeu Alessandro Vieira.

Eduardo Braga (MDB-AM) e Fabiano Contarato (Rede-ES) também apontaram que o Legislativo tem se omitido, o que abriu brecha para que o STF esteja perto de equiparar ao racismo a discriminação de pessoas LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais).
— É um tema importante e que vem em boa hora — disse Braga.
Contarato reforçou que os direitos da população LGBTI só têm avançado pelo apoio o Judiciário:
— São 40 anos de ativismo do movimento LGBTI, mas nenhuma lei foi aprovada que garantisse qualquer direito. Todos os direitos como a adoção, o uso do nome social e o casamento de pessoas do mesmo sexo foram alcançadas pela via do Judiciário. Deixa-me envergonhado que o Congresso Nacional se furte a enfrentar o tema — disse.

Violação de direitos LGBT

De acordo com Weverton, levantamento divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU) aponta o Brasil como líder na violação dos direitos da população LGBT há seis anos.
“A violência contra pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgêneros e lntersexuais é uma perversidade que vem recrudescendo na sociedade brasileira. Com tamanha crueldade não podemos mais compactuar. É inadmissível que a vida de brasileiros e brasileiras seja dizimada em razão da orientação sexual e/ou da identidade de gênero dos cidadãos”, protestou Weverton na justificação do projeto.
Como tramita em caráter terminativo na CCJ, caso seja aprovado na votação suplementar, o projeto pode seguir diretamente para Câmara dos Deputados, se não houver pedido para ser analisado no Plenário.

terça-feira, 21 de maio de 2019

TIME DE RUGBY DA ARGENTINA NA PARADA ORGULHO LGBTI DE SÃO PAULO


No dia 23 de junho a cidade de São Paulo receberá a Parada do Orgulho LGBT e com diversas atrações culturais e participações especiais, entre elas o primeiro time de Rugby de diversidade sexual da América Latina.  O time argentino Ciervos Pampas tem trabalhando em prol do esporte livre de discriminação, em especial a Homofobia desde 2012. Competindo em torneios oficiais da União Argentina de Rugby desde 2016, já tendo disputado mais de 50 jogos com equipes “tradicionais.”

O time argentino de Rugby além de estar na Parada irá participar de torneio em 22 de junho a convite dos Tamanduás Bandeira - o primeiro time de Rugby diverso do Brasil. Esta será a primeira partida que o time jogará fora da Argentina.

Em um contexto latino- americano em que os direitos das pessoas LGBTI+ são ameaçados pelo conservadorismo político e cultural, a luta na defesa dos direitos humanos e na promoção do esporte inclusivo abrirá novos caminhos.

A partida dos Ciervos Pampas com os Tamanduás Bandeira tem apoio da Coordenação de Políticas para LGBTI da Cidade de São Paulo e entrará para a programação da III Assembleia de Cidades Latino-americanas que será realizada em São Paulo de 20 de junho a 23 de junho com participação das cidades de mais de 10 cidades integrantes da rede.

Você pode ajudar:
A equipe composta por jogadores da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela; representa a grande diversidade étnico-cultural da América Latina. E gostaria de contar com sua contribuição financeira para cumprir com esse sonho.

Você pode ajudar o esporte se tornar mais diverso e inclusivo, contamos com o seu apoio!

THAYLLA CAMPOS VENCE O MISS AMAZONAS GAY UNIVERSO


Ana noite de sábado 11 de maio o estudante de administração Igor Campos, de 20 anos superou outras nove transformistas e conquistou a coroa de Miss Amazonas Gay Universo 2019.

Igor, da vida a bela Thaylla Campos e representou a capital do Amazonas, direito que conquistou em novembro ao vencer o Miss Manaus Gay.

O Miss Amazonas Gay Universo, aconteceu no La Fama American Bar, em Manaus - AM. Muitos vivenciaram a emoção, a elegância e o glamour do evento que elegeu a representante da beleza amazonense para o certame nacional.

A vencedora ganhou passagens de ida e volta, hospedagem e alimentação para os estados de São Paulo e Bahia, junto com a equipe, onde representará o estado no Miss Brasil Gay Universo 2019/Miss Brasil Gay Versão Bahia 2019.

O Miss Amazonas Gay Universo tem a coordenação do competentíssimo Stanio Silva.

quinta-feira, 16 de maio de 2019

COPAN TERÁ SUA FACHADA TRANSFORMADA NA BANDEIRA LGBT

Em celebração aos 50 anos da Revolta de Stonewall, o Copan terá sua fachada transformada na bandeira LGBT. A campanha de financiamento coletivo A Bandeira pretende levantar fundos para a instalação de luzes coloridas nos emblemáticos brises do maior edifício habitacional do Brasil.

A intervenção será realizada entre 19 e 26 de junho, semana em que será realizada a 23ª Parada LGBT(23/06), e consiste na instalação de 4.232 lâmpadas abrigadas pelos brises horizontais da fachada voltada para a Avenida Ipiranga. De acordo com os organizadores da campanha, as fontes luminosas ficarão invisíveis aos olhos dos pedestres e iluminarão os mais de 41.000m² de superfície dos brises.

O projeto permanecerá ativado durante 69 horas, em reverência ao ano em que a Revolta de Stonewall ocorreu, 1969, porém, em momentos diferentes conforme o dia da semana. 


As luzes serão acesas no dia 19 de Junho, quarta-feira, às 17:50h. No dia da Parada LGBT, a intervenção permanecerá ativada até o amanhecer, assim como na noite do cinquentenário (28/06). No dia 29, às 23h59, as luzes serão apagadas permanentemente. Segundo os organizadores:

"A Bandeira visa levantar nossos olhares à imensidão que é a diversidade humana. Através das cores da bandeira que marca a luta por direitos LGBTQIA+ queremos trazer o foco para a luta diária que é resistir ao preconceito e ficar de pé e cabeça erguida nas ruas, da maneira que somos e sentimos ser. Iluminando a bandeira em meio ao caos urbano do Centro de São Paulo queremos manifestar nossa (re)existência e profundo respeito pela diversidade de nossa gente e nossa cidade, que tanto merecem cuidado."

Participe da campanha de financiamento coletivo no Catarse, aqui. E siga o Instagram do projeto aqui. 

Fonte:archdaily

segunda-feira, 13 de maio de 2019

REPRESSÃO POLICIAL INTERROMPE MARCHA LGBT EM CUBA

A polícia de Cuba interrompeu no sábado (11) uma marcha pelos direitos LGBT, que fora organizada como protesto pelo cancelamento do desfile contra a homofobia, patrocinado anualmente pelo governo e cancelado esta semana pelas autoridades do país.

Aos gritos de "sim, é possível!", os cerca de 100 manifestantes conseguiram caminhar apenas 400 metros pela famosa avenida Paseo del Prado, no centro histórico de Havana, antes de serem dispersados pela polícia. Pelo menos três manifestantes foram detidos.

Os ativistas protestaram contra o cancelamento da tradicional "conga", organizada anualmente há mais de 10 anos, no Dia contra a Homofobia, pelo Centro Nacional de Educação Sexual (Cenesex), sob o patrocínio do Ministério da Saúde cubano.

Na segunda-feira, o Cenesex – dirigido por Mariela Castro, filha de Raúl Castro e ativista LGBT – anunciou na sua página oficial no Facebook que a decisão de cancelar o evento fora tomada pelo Ministério da Saúde "dada a atual conjuntura vivida pelo país", que se prepara para enfrentar a pior crise econômica em décadas.

O cancelamento coincide com as medidas de austeridade anunciadas pelo governo de Cuba, incluindo racionamento de produtos básicos. O governo cubano atribuiu a escassez no abastecimento ao recrudescimento dos embargos dos Estados Unidos. Economistas também apontam como causas a ineficiência da economia cubana e a crise na Venezuela, o principal parceiro comercial da ilha.

A marcha de protesto foi a segunda passeata organizada independentemente de instituições estatais – algo até então raro em Cuba – em pouco mais de um mês, embora a anterior, em defesa dos direitos dos animais, tinha recebido autorização das autoridades locais.

"Este momento marca um antes e um depois para a comunidade LGBT, mas também para a sociedade civil cubana em geral", avaliou o jornalista independente e ativista LGBT Maykel Gonzalez Vivero. " A mídia social está desempenhando seu papel, e a sociedade civil demonstrou que tem força e pode sair às ruas se necessário, e a partir de agora o governo terá que levar isso em conta."

Os ativistas promoveram a marcha nas redes sociais, graças à expansão da internet em Cuba nos últimos anos, com um número crescente de cubanos se mobilizando online sobre certas questões.

Mas o governo continua mantendo um controle rigoroso sobre espaços públicos físicos, autorizando apenas manifestações de apoio ao governo, como o recente desfile do Dia do Trabalho.

A "conga" de Havana era uma exceção, que se tornou um evento regular, e um lembrete de que o governo, que já enviou gays a campos de trabalho forçado nos primeiros dias da revolução de 1959 de Fidel Castro, fez avanços consideráveis ​​nos direitos LGBT nos anos recentes.

Havana garante os direitos dos homossexuais e proíbe a discriminação com base na sexualidade, em uma região onde alguns países ainda têm leis contra sodomia.

Alguns ativistas LGBT dizem que sentiram que o cancelamento da "conga" é um sinal de que esses direitos estão sendo corroídos, possivelmente porque uma recente consulta pública sobre uma nova Constituição revelou haver mais oposição à comunidade gay do que se pensava anteriormente.

O desfile de 2019 teria sido o primeiro depois da aprovação em abril da nova Constituição cubana, que chegou a ter prevista uma modificação abrindo caminho ao casamento homossexual, embora não tenha sido incluída no texto final. Muitos cubanos expressaram sua oposição à mudança. Igrejas evangélicas também realizaram campanhas sem precedentes contra a modificação.

Fonte:G1

HAGHATA CICARELLY É A PRIMEIRA FINALISTA DO CONCURSO LEVEL STAR

Na noite do último domingo 12 de maio, aconteceu a primeira eliminatória do concurso Level Star 2019 e a transformista Haghata Cicarelly foi a vencedora da noite, garantido vaga na final.


A apresentação foi da diva Flávia Fontenelle.

Destacamos aqui a caracterização de Jack Walker, assinada por Lucas Fontenelle.
Confira o show:

GLORIA GROOVE VAI DUBLAR ALADDIN EM NOVO FILME DA DISNEY

Para aqueles que não sabem, a cantora Gloria Groove também faz dublagens há mais de 14 anos. Daniel Garcia, nome verdadeiro da drag, deu uma entrevista para o UOL e contou que fez dois testes para dar voz a Aladdin, nova live-action da Disney. Aladdin estreia nas telonas brasileiras no dia 23 de maio de 2019.

“Impossível não se emocionar. Aladdin sempre foi um dos meus clássicos favoritos, e quando estudava teatro musical vivia cantando Proud Of Your Boy por aí, sonhando que um dia seria o próprio na Broadway. A lâmpada fez sua mágica de forma diferente, mas fez”, disse a cantora. “O que uma galera nem imagina é que tenho uma trajetória no ramo da dublagem como Daniel Garcia – meu nome de boy- há mais de 14 anos. Fui selecionado como a voz do Aladdin a partir do meu desempenho em dois testes, o que significa que não fui convidado como star talento”, explicou ainda.

Aladdin

O clima no estúdio era como estar em casa e me diverti demais emprestando a voz ao Mena Massoud [ator que faz o personagem principal]. Ter a chance de realizar um sonho como este, nessa fase da minha vida e como fruto de muito trabalho, não tem preço”, complementou. A direção de Aladdin ficou por conta de Guy Ritchie (Game of Thrones) e o roteiro por John August.
Fonte:RD1Cinema

sexta-feira, 10 de maio de 2019

PESQUISA MOSTROU QUE DROGAS ANTIRRETROVIRAIS IMPEDIRAM A TRANSMISSÃO DE HIV ENTRE HOMENS

Depois de cientistas terem relatado o segundo caso de cura de aids no mundo, um estudo aponta novos caminhos para a prevenção da doença. Pesquisadores europeus afirmam que o uso de medicamentos antirretrovirais pode evitar a transmissão de HIV durante o sexo entre homens. As informações são do The Guardian.  

O estudo foi realizado por oito anos com mil casais de homens na Europa. O parceiro que tinha HIV recebia tratamento para suprimir o vírus e, mesmo com sexo sem preservativo, não foram registrados casos de transmissão ao parceiro que não tinha HIV. Os pacientes foram selecionados em hospitais e clínicas de mais de 14 países europeus.

Ainda segundo a publicação, 15 homens foram infectados nesse período de análise, mas testes de DNA teria provado que a transmissão aconteceu por meio de relação com outras pessoas e não com o paciente que recebia o tratamento. O estudo foi publicado na revista Lancet na ultima quinta-feira (3). 

Estudos anteriores já tinham mostrado que o tratamento protege casais heterossexuais em que um dos parceiros tenha HIV, mas esse seria o primeiro levantamento que mostra a eficácia do uso dos medicamentos entre homens gays. Com isso, o sucesso do medicamento significa que, se todos os portadores do HIV forem tratados totalmente, não haverá mais infecções.

Em 2017, quase 40 milhões de pessoas no mundo viviam com HIV, sendo que 21,7 milhões estavam em tratamento com antirretrovirais. A descoberta recente reforça a importância dos testes de HIV frequentes, o que poderia acabar com a transmissão do vírus no futuro.

Fonte: GAUCHAZH

É HOMOFOBICO E RACISTA SIM! TJ-RJ MANTÉM CONDENAÇÃO DE BOLSONARO POR HOMOFOBIA E RACISMO


A maioria dos desembargadores da Sexta Câmara Cívil do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decidiu manter condenação do presidente Jair Bolsonaro por declarações homofóbicas e racistas feitas em 2011.
Após a decisão em primeira instância da Justiça do Rio, Bolsonaro entrou com embargos no tribunal. Por três votos a dois, os desembargadores decidiram manter a condenação e a pena aplicada. 
Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 150 mil, por danos morais, ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD), do Ministério da Justiça.
Em entrevista ao programa CQC, da Band, Bolsonaro foi questionado sobre o que faria se tivesse um filho gay, e afirmou que isso não aconteceria com ele porque seus filhos "tiveram boa educação".
Em outro momento, perguntado pela cantora Preta Gil sobre como reagiria se um de seus filhos se apaixonasse por uma mulher negra, respondeu: "Eu não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco. Meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o seu".
Bolsonaro ainda chegou a afirmar que não viajaria em um avião pilotado por um cotista. "Todos nós somos iguais perante a lei. Eu não entraria em um avião pilotado por um cotista, nem aceitaria ser operado por um médico cotista", emendou.
A ação foi movida pelo Grupo Diversidade Niterói, Grupo Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Grupo Arco-íris de Conscientização.
Em entrevista à Luciana Gimenez, apresentadora da RedeTV, exibida na última terça, Jair Bolsonaro afirmou que racismo é "coisa rara" no Brasil. "No Brasil é uma coisa rara o racismo. O tempo todo tentam jogar o negro contra o branco", disse.
FONTE: BRASIL 247

quinta-feira, 9 de maio de 2019

CHÁ DAS QUINTAS COM O DUBLADOR MASCULINO, CACAU NIEMEYER - BY HILUX


HILUX - Sempre é uma honra tomar um chá com pessoas queridas e de boa energia. Cacau Niemeyer vem pra cá e me fala como é ser um astro de verdade?

CACAU - É estar em evidência de maneira positiva, dando o melhor de si, mas com seu próprio brilho, sem querer ofuscar o outro...
É estar bem consigo mesmo, fazendo o que realmente gosta.

HILUX - Ser artista da Turma Ok é uma grande responsabilidade. Como você iniciou na vida artística?

CACAU - Então...
Tenho como padrinho Gilles Pereira (in memorian) e Tula Morgani, seu personagem, pois o primeiro convite foi feito por ele...
Tendo esse primeiro contato, ainda na sede antiga da Rua do Resende, fui abençoado pela família Ok, e já trilho nesse caminho há 10 anos! "Aglutinei" minha experiência do teatro amador e a vivência da dança, para solidificar meus momentos.

HILUX - Você realizou a pouco tempo um concurso de dublagem: The Best of Ok. Como foi o evento desse ano?

CACAU - Antes de mais nada, quero agradecer a Claudete Colbert essa herança maravilhosa...
Estou à frente de projeto, desde 2015, se não me falha a memória. Me consagrei um The Best Ok em 2013, ainda sob o comando de Claudete...
Esse ano, não diferente dos anos anteriores, foi maravilhoso, eu e Theca de Castro - que apresenta o projeto junto comigo, estamos notando a evolução e capricho dos concorrentes meteoricamente... Haja visto os comentários dos jurados que são artistas de fora da Tok, que atuam em cinema, teatro e tv.
No entanto, foi show!

HILUX - Amores e amigos. São muitos nossos afetos e vamos falar de nossos amores um pouco...

CACAU - Me considero uma pessoa privilegiada!
Tenho amigos dentro e fora da Turma Ok, pois temos vivência fora de lá, com encontros, almoços e viagens...
Quanto ao amor, no momento, estou em ótima fase com um companheiro ao qual divido tudo, e o mesmo tempo, me apoia dentro do possível. Jose Betho: obrigado por estar em minha vida!

HILUX - Qual é sua visão política em relação aos governantes no Rio de Janeiro e no planalto nacional? Você tem partido político?

CACAU - Em relação ao Rio de Janeiro, o Governo Municipal deixou a cidade completamente abandonada. Parece não haver governo.
Em relação ao Governo Estadual, em três meses parece idêntico ao municipal nada fez,
quanto ao Governo Federal há uma tentativa de censura, de cassar as liberdades democráticas, e retirar direitos dos trabalhadores, vide a Reforma da Previdência.
Em relação a partidos, não sou filiado, mas admiro o Psol, por terem políticos que admiro, tais como Chico Alencar e Jean Willys.

HILUX - Somos professores fora do palco. Como você concilia as duas atividades?

CACAU - Com muito orgulho, sou professor, só lamento o descaso dos governantes pela classe...
Como atuo com Ciências e Educação Física, consigo expor atividades artísticas com a disciplina Educação Física, onde fico sempre em contato com a arte. Assim fica mais fácil!

HILUX - Em vários anos de carreira teve algum momento em que tenha se sentido injustiçado ou considerou outra pessoa injustiçada?

CACAU – .Em minha carreira, não posso dizer que fui injustiçado, apenas acredito que tudo tem seu tempo e sua hora...
Na vida, tudo o que fazemos em relação ao "outro", temos devolução, quer seja positiva ou negativamente, então deixo conspirar e aceito o que me é cabível.

HILUX - Sempre findamos pedindo para a celebridade entrevistada deixar uma linda mensagem.

CACAU - Foi muito bom dividir um pouco das minhas idéias com você e seus leitores, espero ter contribuído positivamente.
Beijos, Cacau Niemeyer - Mister Ok 2012 e The Best Ok 2013 - RJ.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

TOP GAY CEARÁ CONVOCA MISSES ELEITAS NAS SELETIVAS PARA CONFIRMAR INSCRIÇÃO


A décima segunda edição do concurso Top Gay Ceará, acontece em agosto e o tema deste ano será; TRADIÇÕES NORDESTINAS – A VOZ DA RESISTÊNCIA.

A partir da última terça-feira (07), a direção do Top Gay está convocando as misses eleitas nas seletivas 2018/2019 para confirmarem a participação na edição deste ano do Miss das Misses.
Os candidatos podem confirmar participação através do email: onixdance@outlook.com

LIVRE! DIEGO HYPOLITO SAI DO ARMÁRIO E REVELA QUE É GAY

Em uma entrevista ao UOL, o ginasta Diego Hypolito confessou sua homossexualidade: "Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay". 

Diego sai do armário aos 32 anos de idade após anos de sofrimeto e solidão tendo que esconder quem realmente é.

Eu vivi a solidão de não ter ninguém com quem eu pudesse compartilhar os dilemas de ser uma pessoa gay numa sociedade preconceituosa. Por mais que todo mundo tenha a impressão de que tem muito gay na ginástica, não tem. Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada.

Diego ainda falou da reação negativa da mãe ao revelar para ela sua sexualidade e do apoio incondicional que recebeu da irmã a também ginasta Daniela Hypolito.

Apesar de dizer que não vai levantar bandeira, Diego tem consiência da importância de sua revelação, tanto na sua vida como na de milhares de jovens que sofrem a dor de esconder sua orientação sexual, o que leva muitos ao suicídio.

Leia entrevista no uol

SUBSTITUTO DE JEAN WYLLYSO DEPUTADO DAVID MIRANDA PROPÕE LEI PARA PROTEGER A VIDA DE PESSOAS LGBTI+



O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) protocolou seu primeiro projeto de lei nesta terça-feira (7). A proposta dispõe sobre a proteção de pessoas em situação de violência baseada na orientação sexual, identidade de gênero, expressão de gênero ou características biológicas ou sexuais, o que o deputado descreve como uma espécie "Lei Maria da Penha LGBT".

"A cada 20 horas, um LGBTI+ é assassinado. A população de travestis, mulheres transexuais e homens trans é ainda mais vulnerável. Se aprovada, essa Lei poderá garantir uma série de medidas protetivas que poderão salvar milhares de vidas", disse o deputado, ao explicar a importância da lei.
"Será um avanço civilizatório importante em tempos de obscurantismo. Mais um passo na direção da construção de uma sociedade verdadeiramente mais justa e democrática", finalizou David.
Fonte: Brasil 247

segunda-feira, 6 de maio de 2019

XX PARADA LGBTI+ DO CEARÁ TERÁ O TEMA: “TOPO QUALQUER PARADA! O MEDO NÃO NOS CABE”

O GRAB (Grupo de Resistência Asa Branca) realizou na tarde da ultima sexta-feira, (03), a primeira reunião organizativa da XX Parada Pela Diversidade Sexual do Ceará, contando com a presença de mais de 10 organizações da sociedade civil, entre elas o Coletivo Mães pela Diversidade, Grupo Arte de Amar, Comissão da Diversidade Sexual e Gênero da OAB/CE , Polo Trans, CenaPop, DCE da UFC, Outro Grupo de Teatro, Coletivo Flor no Asfalto, Fórum Cearense LGBT, Coletivo de lésbicas da Marcha Mundial das Mulheres, Barraca da Amizade, Coletivo Gueto Queens, Livres LGBT, FETAMCE e Sindicato dos Jornalistas-Sindjorce.
A reunião definiu o tema do evento deste ano: “Topo qualquer Parada! O medo não nos cabe”, construído a partir do debate sobre a conjuntura atual em que estamos vivenciando,  com ênfase nas censuras às culturas Lgbti+; ao LGBTCÍDIO, lesbocídio, ao cerceamento das liberdades e da necessidade de construir laços de resistência e revolução. 

O tema faz alusão a três importantes marcos históricos do movimento LGBTI+, sendo a celebração dos 50 anos da revolta de Stonewall, 30 anos de existência do GRAB no Ceará e aos 20 anos das Paradas pela Diversidade Sexual do Ceará.
Os participantes do encontro manifestaram sua alegria e orgulho em construir a 20ª edição do evento. 
A XX Parada Pela Diversidade do Ceará vai acontecer no domingo, 30 de junho de 2019, com concentração a partir das 15h, na Av. Beira Mar (em frente à Barraca do Joca), é alusiva ao Dia mundial do Orgulho LGBT. 

Fonte: GRAB

quinta-feira, 2 de maio de 2019

MILÃO SEDIARÁ CONVENÇÃO MUNDIAL SOBRE TURISMO LGBT EM 2020

A cidade de Milão foi escolhida para sediar a 37ª Convenção Anual da IGLTA (International Gay and Lesbian Travel Association), um dos maiores encontros sobre turismo LGBTQ+, que acontecerá no próximo ano. Esta será a primeira vez que uma cidade italiana acolherá o evento, marcando sua volta à Europa desde 2014. O objetivo é garantir uma programação educacional, reuniões, almoços, recepções, coquetéis e fóruns para debater o turismo LGBTQ+.   
Em maio de 2020, sob o lema de “Milão Ama Você”, o Castelo Sforzesco vai abrir suas portas para o Universo LGBTQ+, reunindo centenas de operadores turísticos, jornalistas e influenciadores de todo o mundo.   
A escolha da cidade foi revelada no ano passado, e Milão precisou desbancar Paris, Bruxelas e Bogotá. Na ocasião, o prefeito Giuseppe Sala afirmou que a “vitória não é somente o reconhecimento pela qualidade do turismo de Milão, mas também um prêmio pela maturidade e comprometimento que a cidade tem na luta pela afirmação dos direitos civis”.   
“Milão Ama Você” é um projeto realizado pela empresa de turismo e serviços Sonders and Beach, juntamente com a prefeitura de Milão e a Agência Nacional de Turismo da Itália (Enit).  
“Nosso objetivo é fazer de Milão uma força no que diz respeito ao crescimento dos fluxos de turismo LGBTQ+”, explicou Alessio Virgili, diretor executivo da Sonders and Beach.   
Segundo o governo, o evento é importante para o negócio, mas também do ponto de vista dos direitos humanos e a colaboração entre instituições e particulares é fundamental para promover a recepção sem discriminação.   
Neste ano, o encontro foi realizado em Nova York, nos Estados Unidos, entre os dias 25 e 27 de abril. A celebração coincidiu com a data em que o país celebra o 50º aniversário da Revolta Stonewall, origem do movimento LGBTQ. A Convenção Mundial da IGLTA já foi realizada em cidades da Australia, Bélgica, Brasil, Canadá, Alemanha, África do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. (ANSA)
Fonte:Isto É

CHÁ DAS QUINTAS - ENTREVISTA YASMIN NEGRA - BY TATIANA HILUX


Oi pessoal, sou Tatiana Hilux e a minha convidada dessa semana é uma menina linda e carismática que ama o universo transformista assim como eu, recebam, Yasmin Negra, a atual Miss Gay Icaraí. Comece falando um pouco sobre esse último título. Como foi participar desse evento e representar o bairro do Icaraí, uma praia tão linda de Caucaia?

YASMIN: Olá Taty, me sinto honrada em poder participar do seu chá e poder compartilhar com o público minhas experiências no mundo Miss, pois é sempre bom expor nossas paixões, ainda mais quando se faz por amor. Para mim foi um prazer imensurável participar do Miss Gay Icaraí 2019. No começo enfrentei grandes lutas para levar um magnífico trabalho, que graças à Deus foi recebido com grande êxito pelo júri, sobretudo pelo público presente,  que por unanimidade me consagraram a Miss da noite . SONHO REALIZADO

HILUX - Você é uma exímia artista das passarelas. Quem é seu ídolo no mundo miss?

YASMIN: De fato as passarelas sempre me encantaram, estar em uma passarela me faz sentir livre, como se aquele espaço fosse minha morada e o público presente meu alimento, tenho vários ídolos no mundo Miss , tais como : Melissa Gurgel,  Lizandra Brunelly , Sheilla Verissimo, Yakira Queiroz, que me enchem os olhos de orgulho,  sobretudo de certeza que nossos sonhos podem se tornar reais.

HILUX - Sempre somos julgados por tudo, se fazemos ou bom ou ruim há sempre pessoas que não nos entendem. Como você lida com a língua delaxxx?

 YASMIN: Nossa maior arma é a educação, seja sempre você independente de ser compreendida ou não, mergulhe fundo, se doe, dê sempre o seu melhor, faça com amor tudo aquilo que se propor executar. Se mantendo sempre na base de bons princípios é claro.

HILUX - Por que você precisa sair de cena às vezes?

YASMIN: A Borboleta precisa de um período em casulo para sua metamorfose, assim são algumas pessoas, que precisam se ausentar para se reinventar, recuperar suas energias, e rever seus conceitos para um retorno triunfal.

HILUX - Fala um pouco sobre o rapaz por trás da miss. Quem é o Bruno?

YASMIN: Vamos lá rsrs, sou suspeita a falar pois a identidade da base (Bruno) se difere muito do personagem (Yasmin Negra). Bruno é um rapaz autêntico, irreverente, sem medo de enfrentar a vida por mais que ela muitas vezes lhe ponha à prova. É difícil entrar num consenso quando a base precisa ser contida, para respeitar a personagem Miss, rsrs mas a gente se aprofunda todo santo dia para obter com sucesso essa grande fusão. 

HILUX - Como estão os preparativos para o Top Gay 2019?

YASMIN: Nunca estive tão ansiosa para o Top Gay Ceará, realmente é um ano decisivo para muitas. Estou dando o melhor de mim, trabalhando parte física, mental e estética para conseguir impressionar a jurada na grande noite. Top Gay realmente se tornou sonho, e quem sabe esse ano não posso realizar? Somos capazes de tudo quando trabalhamos com esforço para alcançar nossos ideais.

HILUX - Deixa sua mensagem aos leitores do Portal Onix em espacial do Chá das Quintas.

 YASMIN: Obrigada mais uma vez a você pela oportunidade de mostrar um pouco de mim, espero de coração, ter correspondido todas as suas expectativas. Aos queridos leitores, espero que leiam com atenção.  Relatos de um de um menino Miss, com um coração grande e cheio de sonhos. Beijos no coração de cada um, que Deus possa abençoar sem medidas e até a próxima...

LENA OXA VOLTA À TV DIÁRIO NO PROGRAMA DA JACK LIMA

Lena Oxa está de volta a televisão, a partir deste domingo 05 de maio no Programa da Jack Lima na TV Diário. O programa vai ao ar a partir das 15:30hs no canal 22.

O retorno de Lena à tv é uma vitória não apenas para ela mais para a polução LGBTI+ em especial as travestis e trasexuais que se veêm representadas em um veículo de massa.

Em seu Facebook a apresentadora agradeceu e comemorou a sua volta a Tv Diário. Confira: