terça-feira, 7 de julho de 2020

HALLE BERRY RECUSA PAPEL DE HOMEM TRANS NO CINEMA E FAZ PEDIDO DE DESCULPAS, APÓS REAÇÃO NEGATIVA

Durante uma Live no Instagram na sexta-feira (03), com a cabeleireira Christin Brown, Halle Berry, sugeriu que planejava interpretar um homem trans no cinema.

Falando sobre seus planos para o potencial projeto futuro, Berry explicou que o filme foi lançado há algum tempo, mas ficou em segundo plano por enquanto.

“Estou pensando em interpretar um personagem em que a mulher é uma personagem trans, então ela é uma mulher que fez a transição para um homem. Ela é uma personagem de um projeto que eu amo e que poderia estar fazendo.”

Berry foi criticada online durante a live, por ter escolhido um personagem trans e por ter confundido seu genêro várias vezes durante a entrevista.

Na última segunda-feira (6 de julho), ela desistiu do papel e pediu desculpas: "A comunidade de transgêneros deve inegavelmente ter a oportunidade de contar suas próprias histórias".

“No fim de semana eu tive a oportunidade de discutir a minha consideração de um futuro papel como um homem transgênero, e eu gostaria de pedir desculpas para essas observações,” Berry postou no Twitter.



Fonte:Pink News 

ANITTA CANTA TRECHO DE NOVA MÚSICA EM PROGRAMA DE TV. OUÇA:

Nesta terça-feira(07), durante uma entrevista ao programa espanhol Zapeando a pop star brasileira Anitta, anunciou o seu single de retorno, chamado “Tócame” e cantou um trecho da faixa que será lançada nesta sexta-feira (10).

 
Ouça a seguir um trecho de “Tócame”:


 

BRITNEY SPEARS ARRASA DANÇANDO “HAUNTED”, DE BEYONCÉ. ASSISTA:


Britney Spears tem atualizado muito seu instagram e faz sucesso quando resolve dançar. A princesa do Pop já se jogou ao som de Nelly Furtado e Billie Eilish.

Dessa vez Britney danço e arrasou ao som da música Haunted da diva Beyoncé!

 “Durante o fim de semana de quatro de julho, dancei bastante“, “Eu queria ouvir Beyoncé. ‘Haunted’ é uma música tão bonita e eu nunca dancei antes. Nunca disse que era a melhor dançarina….Danço simplesmente porque enche meu coração de alegria. É expressão”.

Assista:

segunda-feira, 6 de julho de 2020

ELTON JOHN GANHA HOMENAGEM EM NOVA MOEDA COMEMORATIVA BRITÂNICA

Elton John se tornou o segundo artista a ser homenageado pelo Royal Mint britânico com uma moeda comemorativa em tributo ao cantor e compositor.

A moeda, projetada pelo artista Bradley Morgan Johnson, mostra o inconfundível chapéu de palha de John e modela seus óculos característicos com notas musicais.

"É realmente uma honra fabulosa ser reconhecido dessa maneira", disse John, de 73 anos.

"Os últimos anos incluíram alguns dos momentos mais memoráveis ​​da minha carreira, e este é outro marco na minha jornada".

Elton John, que foi condecorado cavaleiro em 1998, é o segundo artista a ser celebrado na série lendas da música do Royal Mint depois da banda de rock Queen.

Ele já vendeu mais de 250 milhões de discos, com hits como "Candle in the Wind", "Your Song" e "Bennie and the Jets". O cantor foi forçado a adiar uma longa turnê de despedida devido à pandemia de Covid-19.

A Royal Mint também disse que está trabalhando com John para criar uma peça especial de colecionador, a ser leiloada no final do ano, para arrecadar dinheiro para caridade em um momento em que muitos do setor estão em dificuldades.


TRATAMENTO INÉDITO DESENVOLVIDO NO BRASIL LIVRA PACIENTE DO VÍRUS HIV

Um tratamento inédito desenvolvido a partir de uma pesquisa brasileira feita na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), segundo informações preliminares, conseguiu eliminar o HIV de um homem que vivia com o vírus havia sete anos. Há 17 meses, não se encontra mais sinal do micro-organismo no paciente.

Os detalhes desse trabalho serão apresentados na terça-feira (7) na Conferência Internacional de Aids que terá início nesta segunda (6) de forma virtual em razão da pandemia de covid-19. A confirmação desse resultado tem importância histórica por ser o primeiro tratamento de sucesso contra o HIV que não envolve transplante de medula — solução que já obteve bons resultados em duas pessoas anteriormente.

A fórmula desenvolvida no Brasil para reduzir a replicação do HIV, segundo informações divulgadas em uma reportagem da rede CNN, utiliza combinações de diferentes remédios e uma vacina produzida a partir do DNA do próprio paciente.

— A gente intensificou o tratamento. Usamos três substâncias no estudo, além de criar uma vacina — declarou o infectologista Ricardo Dias, coordenador do trabalho, à CNN.

O estudo da Unifesp envolveu um pequeno número de homens que já apresentavam uma carga viral baixa, ou seja, uma quantidade de células infectadas tão pequena em razão de tratamentos anteriores que já não eram capazes de contaminar outras pessoas.

O chefe do Serviço de Infectologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Eduardo Sprinz, afirma que já vinha acompanhando o andamento do trabalho. Segundo o especialista gaúcho, os resultados a serem apresentados à comunidade científica internacional devem marcar uma nova etapa na luta mundial contra a síndrome.

— Esse é um trabalho experimental bastante sério desenvolvido pelo professor Ricardo Diaz. Pelo que vinha acompanhando, essa parte da pesquisa envolvia um grupo de uns seis pacientes e, em um deles, o tratamento foi parado há cerca de um ano e meio, e o vírus não voltou mais — afirma Sprinz.

O infectologista gaúcho explica que, como o estudo será apresentado na terça-feira na conferência internacional, os dados detalhados ficam sob embargo até lá. Mas tudo indica que a ratificação desse resultado abrirá uma linha inédita de combate contra o HIV.

Até agora, apenas dois outros pacientes se livraram do vírus da aids no mundo — ambos receberam um transplante de medula em que uma espécie de “defeito genético” associado ao procedimento bloqueou a reprodução do HIV.


— Um transplante de medula tem alguns efeitos colaterais. O estudo brasileiro abre um novo caminho — sustenta Sprinz.

Em uma segunda etapa, a pesquisa deverá incluir voluntárias mulheres (até o momento, os participantes eram homens) e somar cerca de 60 pessoas.

Fonte:gauchazh


domingo, 5 de julho de 2020

ESTRELA GOSPEL DECLARA RESPEITO A COMUNIDADE LGBTQ+

Convidada pela Revista Marie Claire, a estrela da música gospel Priscilla Alcântara participou de uma live com o jornalista Felipe Carvalho e afirmou que o dia do orgulho LGBTQIA+ deve ser comemorado sim.

 “Ontem foi o Dia do Orgulho LGBTQIA+. Qual sua opinião sobre este movimento, seja por base religiosa ou pela sua experiência pessoal?”, perguntou Felipe e se surpreendeu com a resposta da cantora “Considero a importância e dou todo meu respeito principalmente por ouvir histórias de perto. Esses dias vi no Twitter um vídeo de uma mulher agredindo um gay dizendo ‘Sou serva de Deus’. Aquilo foi um ataque homofóbico! Tenho vontade de chorar porque não faz sentido!”, disse ela.



E concluiu afirmando que o seu foco principal é passar uma mensagem de fé. “A abordagem que quero ter com esta comunidade é de respeito. Porque durante tanto tempo, erguemos tantos muros que só ferimos uns aos outros. A abordagem que desejo ter é de amor e respeito porque é isso que eu tenho que oferecer!”.

O entrevistador que é gay, se emocionou.
Esta deveria ser a postura de quem realmente segue o Evangelho de Jesus Cristo.